Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por detrás das palavras

Por detrás das palavras

08
Mar14

Maratona Viagens (In)Esperadas (3) | Desafio 5 e 6


Desafio 5

Estamos a caminhar para o fim da maratona. Como vos está a correr?

Está a correr mais ou menos. Já terminei o Vidas Cruzadas de Danielle Steel e decidi iniciar Uma luz na escuridão de Catherine Anderson em vez do livro "O filho das sombras" de Juliet Marilier.

Fora daquilo que tinha planeado, comecei a betar o livro da Carina Rosa, que neste momento encontra-se com o título provisório de O palácio dos meus sonhos. Conta para a maratona porque é escrito por uma uma mulher e tem como protagonista uma mulher também.

Desafio 6
1. Vamos lá completar esta flor com personagens femininas que vos marcaram (podem só indicar os nomes usando os números ou preencher com fotos dos livros ou personagens)

1. Matilda do livro Segue o coração não olhes para trás de Lesley Pearse
2. Fada Oriana do livro A Fada Oriana de Sophia Anderson
3. Emma do livro Um dia de David Nicholls
4. Eve da Série Mortal de J.D. Robb
5. Tatiana Metanova do livro O grande amor da minha vida de Paullina Simons
6. Keira dos livros O primeiro dia e A primeira noite de Marc Levy
7. Sorcha do livro A filha da floresta de Juliet Marillier
8. Paxton do livro Mensagem do Vietname de Danielle Steel
9. Menina Skeeter do livro As Serviçais de Kathryn Stockett


2. Apresentem-nos uma das personagens femininas que preencheram na flor. Que actriz seria a ideal para a interpretar?

Eu vou escolher a Eve da série Mortal de J.D. Robb.

Eve é um investigadora criminal com uma vida emocional muito complicada. É uma pessoa com um coração aprisionado, mas que o seu Roarke conseguiu abrir. Das melhores coisas que se pode ver ao longo da série é a forma como a relação deles evolui. 

Caso esta série fosse adaptada a cinema gostaria de ver a Eve a ser interpretada pela Sandra Bullock.


06
Mar14

Maratona Viagens (In)Esperadas (3) | Desafio 3 e 4


Desafio 3
Um livro, um lugar, uma personagem
Vocês estão de viagem: que livro levavam, para onde iam (o destino pode ser real ou inspirado num livro) e com quem?

O meu destino seria Estocolmo (Suécia), porque tenho um enorme fascínio pelos países nórdicos e eu adoro as imagens que vejo desta cidade em questão.

Como livro levava o que quero ler em seguida "O filho das sombras". Era um livro que daria para me entreter durante uns dias.

A personagem que gostaria que me acompanhasse era o Max do livro "A rapariga que roubava livros". Era inteligente e capaz de contar bonitas histórias. Assim, se por acaso terminasse o livro antes de terminar a viagem poderia ouvir sempre uma história dele.

DESAFIO 4
Aqui fica o último desafio mais ligado ao Carnaval. Se vos fosse possível mascarar de um escritor, qual seria? Porquê?

A minha escolha não será uma surpresa para quem já me acompanha há algum tempo.
Eu escolheria Florbela Espanca. 
Eu tenho um carinho especial por esta escritora. Acho que o meu interesse intensificou-se depois de ter realizado um trabalho para a faculdade. Esse trabalho consistiu em elaborar o perfil psicológico desta escritora. Na altura poderíamos escolher entre Florbela Espanca, Fernando Pessoa e Eça de Queirós. O meu grupo escolheu Florbela. Li a biografia dela e passei a olhar para a poesia dela de um modo diferente.
Também iria adorar as roupas visto eu ser um fã do guarda-roupa dos loucos anos 20. 
Florbela adorava escrever a lápis. Eu também! Prefiro escrever a lápis do que a caneta... Rabisco imenso a lápis.

06
Mar14

[Divulgação] Loja Online Circulo Bio



Este é um post que me deixa muito feliz pelo fazer, porque assinala a conquista de uma amiga minha.

Hoje quero-vos apresentar uma loja online nova. Uma loja dedicada a produtos naturais e biológicos. Podem encontrar produtos de cosmética biológica, produtos de maquilhagem, chás , óleos essenciais biológicos certificados entre muitas outras coisas úteis e benéficas para a nossa saúde.

A fim de vos esclarecer melhor acerca do que podem encontrar aqui, convidei a Catarina, que é um dos elementos responsáveis pela ideia, para me responder a algumas perguntas para vocês ficarem a conhecer melhor o que podem encontrar.


Como surgiu a ideia de criar esta loja online?
No meu ambiente familiar sempre houve a preocupação em escolher produtos naturais e biológicos, por serem mais saudáveis e amigos do ambiente. Também sempre se utilizaram muitos as infusões e os óleos essenciais para promover a saúde. O Círculo Bio nasceu para criar novas possibilidades e opões para quem (tal como nós) pretende adoptar um estilo de vida mais saudável e ecologicamente sustentável. 

Que tipo de produtos as pessoas podem encontrar na Círculo Bio?
Tentamos seleccionar produtos para toda a família e para a casa. Comercializamos produtos de cuidados pessoais, maquilhagem, chás, infusões, óleos essenciais e difusores, produtos de limpeza. Além desse produtos temos uma secção que intitulamos “Faça você mesmo” com ingredientes biológicos (óleos, manteiga de cacau, cera, extractos aromáticos) para que as pessoas possam criar produtos originais (na página principal da loja online disponibilizamos receitas). Ao criar o próprio produto, além da possibilidade de escolher ingredientes saudáveis e saber exactamente o que está a colocar na próprio corpo, o consumidor pode personalizar o produto de acordo com a condição e tipo de pele, de acordo com o aroma que melhor se adequa a sua disposição do momento. Por exemplo poderá utilizar alfazema se for um produto para promover o relaxamento (um creme de noite, por exemplo). 
Podem encontrar produtos naturais, com ingredientes provenientes de agricultura biológica e certificados. Hoje em dia a certificação é muito importante pois não existe uma legislação que determine as características dos cosméticos naturais e biológicos e os fabricantes podem utilizar o termo natural ainda que os seus produtos sejam compostos na sua maioria por substâncias sintéticas. A certificação protege o consumidor uma vez que atesta a veracidade das alegações presentes na embalagem do produto e oferece diversas garantias aos consumidores. 

De onde vêm os vossos produtos?
Os nossos produtos são feitos em vários Países. As infusões Bela Luz são portuguesas. Alguns produtos de cuidados pessoais são feitos no Reino Unido outros na Austrália. A nossa maior preocupação foi escolher produtos certificados e marcas com preocupações ambientais. Os nossos produtos cosméticos não foram testados em animais (em nenhuma fase do seu desenvolvimento). 

O que é que a loja oferece aos seus clientes para além dos produtos?
Para agradecer aos nossos clientes a sua preferência estabelecemos um programa de pontos. Cada vez que o cliente fizer uma compra na loja online ganhará pontos. Quando atingir os 300 pontos ganhará um vale de 5 € para gastar na loja online. Neste momento temos algumas promoções a decorrer, a promoção em saldo, por exemplo. Quando o cliente comprar um produto com indicação de promoção em saldo acumulará o valor indicado no seu saldo círculo bio. Posteriormente poderá utilizar esse saldo para comprar produtos na loja online. Para clientes registados existe também a possibilidade de convidar amigos e ganhar saldo. Na primeira compra que o amigo fizer acima de 50 euros, 5% desse valor é convertido em saldo Círculo Bio. Por cada compra que fizer na loja online, ganhará uma amostra grátis (esta oferta é limitada ao stock existente). 

Como é que as pessoas podem adquirir os vossos produtos?
Nesta primeira fase apenas poderão adquirir os produtos através da loja online. Futuramente participaremos em mercados e feiras, que anunciaremos nas redes sociais. E iremos também organizar alguns workshops em Braga e no Porto para promover os nossos produtos. 
Quais os planos futuros para a vossa loja? 
Além do que referi acima, pretendemos oferecer maior diversidade de produtos e marcas. Futuramente gostaríamos de comercializar produtos alimentares, livros, entre outros. 

O Dia Internacional da Mulher está aí à porta e aqui encontram produtos que podem ser óptimas prendas. 

Visitem e experimentem os produtos!

06
Mar14

[Opinião] Um refúgio para a vida


Um Refúgio Para a Vida

Autor: Nicholas Sparks
Ano: 2010
Editora: Editorial Presença
Número de páginas: 360 páginas
Classificação: 3 Estrelas

Sinopse
Katie, uma jovem reservada e bonita, vai viver para a cidade de Southport, na Carolina do Norte, onde todos se interrogam sobre o seu passado. Que mistérios esconderá aquela mulher que parece determinada em encobrir os seus encantos e evitar novos laços afectivos? No entanto, e apesar de todas as suas reservas, Katie começa a criar raízes naquela pequena comunidade, à medida que uma nova amizade e um novo amor lhe vão fazendo baixar as defesas. Nicholas Sparks traz-nos uma protagonista fragilizada por um amor que se desvirtuou e que tem de aprender a lidar com as suas sequelas se quiser voltar a amar.

Opiniões
Um refúgio para a vida conta-nos a história de Katie, uma mulher que faz de tudo para se libertar de um passado cinzento. Por isso, procura um lugar para viver onde tenta colar os pedaços da sua alma que o seu passado fez o favor de destruir. Aqui ela vai encontrar de novo o amor nos braços de Alex.

É um livro muito fácil de ler, com uma narrativa muito fluída que consegue prender o leitor desde a primeira páginas, porém não somos confrontados com grandes surpresas. Do meu ponto de vista, é fácil deduzir o que vai acontecer às personagens. A ausência do factor surpresa foi um dos aspectos que me deixou um pouco desiludida. Faltaram aqueles elementos surpreendentes e inesperados que são tão característicos deste autor.
Outro aspecto que senti falta foi ao nível dos diálogos. Uma característica que destaco em Nicholas Sparks são os diálogos profundos que mexem com as emoções. Existem alguns aqui no livro, mas estão longe dos diálogos de outros livros. Daquilo que me é possível comprar, penso que este é um dos livros do autor com menos diálogos, daí também não encontrar aquilo que procurava.

A relação entre Alex e Katie é bonita logo desde a forma com que se inicia. As características de Alex ajudam, assim como as características dos seus próprios filhos. Nesta relação só houve um aspecto que não gostei tanto. A certa altura do livro eles têm uma discussão, discussão essa que me pareceu forçada e a reconciliação foi demasiado precipitada e fácil, sem os tais diálogos profundos que mexem com a própria alma das personagens.

O que está por detrás do passado de Katie é a violência conjugal e neste ponto o autor conseguiu fazer um bom trabalho. Boa contextualização do problema, boa caracterização do agressor (são poucos os livros que mostram este lado da violência conjugal) e bom encadeamento das situações. Kevin, o marido de Katie, é uma personagem credível e bem construída. A sua personalidade aparece bem caracterizada e é fácil de transportar para a cabeça dos leitores.

Em relação ao final, houve partes que gostei, mas outras que achei que não fazia sentido nenhum estarem ali. Foi apressado e no que respeita aos acontecimentos culminantes as consequências daí resultantes não me convenceram. 

A leitura deste livro deixou-me a pensar na minha relação com o autor. Será que estou a enjoar de Nicholas Sparks?

Boas leituras e deixem-se invadir pelas palavras!

05
Mar14

Palavras Memoráveis

O mar faz-nos isso: viver tão perto de algo sobre o qual não temos qualquer controlo pode tornar-nos fatalistas.


Mas eu estava a sorrir ao mesmo tempo que chorava, porque sabia que, às vezes, há mais felicidade no mundo  do que podemos imaginar e ia correr tudo bem. 

Jojo Moyes, Silver Bay: A baía do desejo
05
Mar14

[Opinião] Nas Asas do Amor (Asas da Glória # 1)


Nas Asas do Amor  (Asas de Glória, #1)

Autora: Sarah Sundin
Ano: 2012
Editora: Quinta Essência
Número de páginas: 456 páginas
Classificação: 4 Estrelas

Sinopse
Allie nunca foi suficientemente bonita para agradar à sua deslumbrante mãe, por isso fará qualquer coisa para ter a sua aprovação: até casar com um homem que não ama. Enquanto Allie quase se resigna ao seu destino, o tenente Walter Novak - destemido na cabina de pilotagem, mas sem jeito para as mulheres - vai a casa na sua última licença antes de ser enviado para a Europa, combater pela Royal Air Force durante a Segunda Guerra Mundial.
Walt e Allie conhecem-se e o seu amor pela música junta-os, fazendo-os começar uma correspondência que mudará as suas vidas. Enquanto as cartas vão e vêm entre a base de bombardeiros de Walt, em Inglaterra, e a mansão de Allie, a amizade que cresce entre os dois une-os. Mas serão eles capazes de resolver os segredos, compromissos e expectativas que os separaram?

Opinião
Este é o primeiro livro da série Asas da Glória e conta-nos uma história de amor entre Allie e Walt.

Allie, uma jovem oriunda de uma família rica, sente-se insatisfeita com a sua vida, mas o casamento da sua melhor amiga marca-a de uma forma especial.
Walt é um jovem que apesar das suas qualidades não consegue conquistar uma mulher solteira. O seu único defeito é o recurso a "mentiras piedosas" para não ser gozado pelos amigos.

Allie e Walt aproximaram-se no início do livro e desde cedo que aquilo que sentem um pelo outro apresenta uma intensidade que não passa despercebida ao leitor. Porém ao longo de todo o livro eles vão manter o amor que sentem guardado em cada um dos seus corações sem o partilharem. 

Eu gostei muito do livro. Fiquei encantada com a história de amor, cativou-me a forma que autora usou para contar a história. Porém houve alguns aspectos que me impediram de dar uma pontuação mais elevada.
  1. Má construção de alguns diálogos - Não sei se isto se deve à tradução ou se já se verificava no livro original, mas haviam diálogos que estavam confusos. Por exemplo, nas últimas páginas do livro há uma fala que é dita por Walt - segundo o que lá está escrito - mas pelo contexto do diálogo e da situação deveria ter sido outra pessoa a dizê-la. Os diálogos da parte inicial também têm algumas partes confusas.
  2. Excesso de descrições dos cenários de Guerra e dos aviões - eu não percebo nada acerca do funcionamento de aviões, mas não foi com o livro que fiquei a perceber. Só contribuíram para arrastar a narrativa e por vezes deixaram-me verdadeiramente confusa, sem saber se aquilo que estava acontecer era com o avião em terra ou no ar.
  3. Queria ter visto mais das cartas trocadas entre Allie e Wall (Queria tanto ler a última carta que Allie escreveu a Walt).
  4. Excesso de referências religiosas - penso que foram usadas em demasia e não gostei da forma como Allie encarava a religião. 
O final, apesar de ser aquele que o leitor espera, é bom de ler. Bastante agradável e querido. As declarações que Allie e Walt fazem um ao outro são muito bonitas e reflectem os erros que ambos cometeram que os impossibilitou de viverem o amor mais cedo. 

Boas leituras e deixem-se invadir pelas palavras. 
04
Mar14

Maratona Viagens (In)Esperadas (3) | Desafio 2

DESAFIO 2
É Carnaval e ninguém leva a mal, por isso vamos mascarar livros?

Nós damo-vos as máscaras, vocês dão-nos os livros.
1) Pirata: um livro que gostaste cheio de aventuras ou personagens ambiciosas
2) Princesa: um livro ternurento que te encantou
3) Bruxa: um livro que quando chegaste à ultima página só te apetecia amaldiçoá-lo


Segue o coração (Lesley Pearse) é o meu livro preferido de Lesley Pearse. Matilda é uma personagem ambiciosa e que enfrenta um sem número de aventuras ao longo da sua vida. Aventuras que a tornaram numa mulher muito forte e cativante.

O quarto mágico (Sarah Addison Allen) é um livro muito doce e mágico. Uma verdadeira ternura, com personagens agradáveis que se transformam ao longo da leitura. Recomendo!

Ao anoitecer (Susan Minot) é um dos piores livros que já li na vida. Desde o início até ao fim, foi uma valente confusão. Uma história má, personagens pobres, enredo confuso e pouco apelativo. Demorei imenso tempo a lê-lo e foi um verdadeiro horror... Na altura amaldiçoei-o mesmo. 
03
Mar14

Maratona Viagens (In)Esperadas (3) | Desafio 1





DESAFIO 1

Que desafio irão escolher para esta maratona? Vão ler livros de uma das categorias ou das duas?

Já aqui deixei ontem o meu plano. Eu escolhi ler só livros escritos por mulheres e com mulheres como protagonistas. Não tinha assim nenhum que se encaixasse na primeira categoria e como geralmente gosto dos livros com personagens principais femininas decidi apostar nessa categoria.

Plano aqui: http://pordetrasdaspalavras.blogspot.pt/2014/03/maratona-viagens-inesperadas-2-plano.html
02
Mar14

Fevereiro| Lugares (Des)Encantados

Fevereiro foi um mês de muitas viagens. 
Foram 8 viagens no total. No geral, não tive grandes  leituras. 

Fevereiro começou em Nova Iorque (Um milagre em Nova Iorque - Luanne Rice) , com um milagre que não me deixou muito encantada nem surpreendia, faltou-lhe aquele encanto que nos deixa os olhos a brilhar. Em simultâneo, ainda dei um saltinho a Portugal para ficar a conhecer um passado que me desiludiu (Um passado que seremos - Inês Botelho) transformando-se numa leitura demasiado penosa. Muito a medo, lá fui entrando no mundo encantado de Sorcha (A filha da floresta - Juliet Marillier) de início foi difícil passear-me por aquele lugar, mas eis que Sorcha me começa a encantar com a sua forte personalidade e me fez aumentar o ritmo da leitura e deixando-me rendida à história a mestria da autora. Não foi fácil libertar-me de Sorcha, mas Kevin (A prisão do silêncio - Torey Hayden) conseguiu conquistar-me com os seus silêncios, com a sua história passada e com a sua fantástica recuperação. Como estava a precisar de passar um tempo num lugar mais leve embarquei até Milão para conhecer a Irene (6 de Abril de 96 - Sveva Modignani) e as histórias das mulheres da sua vida. Foi uma viagem agradável, mas não conseguiu encantar-me tanto como outros livros da autora. Como andava perto de terras lusas, decidi fazer uma passagem rápida por Portugal e ficar a conhecer uma nova autora portuguesa (Duas gotas de sangue e um corpo para a eternidade - Carina Portugal) através de um conto que não foi muito de encontro com os meus gostos pessoais. Para terminar o mês do amor, agarrei-me às suas asas e fiz uma viagem no tempo até à Segunda Guerra Mundial (Nas asas do amor - Sarah Sundin) onde me derreti pela amor entre Allie e Walt. E como amor nunca enjoa decidi terminar com um refúgio que pensava ser o ideal, mas que não esteve à altura de outros refúgios que o autor já me deu a conhecer (Um refúgio para a vida - Nicholas Spaks). 

Lugar Desencantado
O Passado que Seremos

Lugar Encantado
A Prisão do Silêncio
02
Mar14

Por detrás da tela | As Serviçais






Título: As Serviçais

Género: Drama

Produção: Chris Columbus; Michael Barnathan; Michael Radcliffe

Ano de estreia: 2011 (EUA e Pt)

Elenco: Emma Stone, Viola Davis, Octavia, Jessica Chastain, Sissy Spacek



As Serviçais foi uma das minhas melhores leituras de 2012 e desde aí que andava bastante curiosa em ver o filme. Como no sábado passado passou na televisão, aproveitei a oportunidade e vi este filme.

De um modo geral gostei bastante do filme. Boas interpretações e bom encadeamento da história. 
O filme conta-nos a história das criadas negras na década de 30 e dos seus direitos civis que eram "esquecidos" pelas suas patroas. Mas nem todas olham de forma preconceituosa para estas mulheres que tanto dão aos filhos brancos das suas patroas. Mulheres que deixam os seus filhos com outras pessoas para darem todo o seu amor e cuidados a estas crianças que, por vezes, são olhadas pelas suas próprias mães de forma fria.   
Mas nem todas se comportam desta forma perante as criadas negras, a Menina Skeeter olha para estas mulheres com tanto respeito que vai colocar em causa a sua própria respeitabilidade perante as suas amigas.

Considero um relato muito bom dos preconceitos existentes perante os negros! Assim como é muito boa a forma como Skeeter tenta defender os direitos das criadas. 

Do livro ao filme...
Considero que este livro foi bastante bem adaptado. É claro que há certos pormenores no livro que foram abordados de forma mais profunda e esclarecedora, mas no filme conseguiram passar a mensagem. Onde eu notei mais esta falta de pormenores foi nos acontecimentos entre Minny e Aibilleen e as suas respectivas patroas. Em relação a Celia Foote há também alguns pormenores e passagens que não aparecem de forma tão completa como no livro.
Uma coisa engraçada é que a imagem de Skeeter que criei na minha cabeça não correspondia à que surgiu no filme. Mesmo assim gostei bastante do desempenho da actriz e com uma personalidade tão forte como a Skeeter do livro. Em relação às outras personagens foram de encontro àquilo que eu tinha criado na minha cabeça.... Acho que a que correspondeu mais a minha imagem mental foi a Celia Foot.

Este é um dos poucos filmes que não me desiludiu em relação ao livro. Para quem só viu o filme, acho que devem ver o livro, tenho a certeza que depois irão querer rever o filme só para prolongarem as boas vibrações que o livro vos irá transmitir.
02
Mar14

TAG | Compra de livros

Está é uma das muitas TAGs que tenho em lista de espera para serem respondidas. Hoje foi o dia de esta sair do documento word e veio directamente aqui parar. 

Vi esta TAG no blog Páginas Encadernadas e consiste em reflectirmos sobre as nossas compras literárias.

1-Onde compras os teus livros? 
Costumo comprar online, em grandes superfícies e numa livraria aqui da minha terra (é uma senhora muito simpática que lá trabalha e muito atenciosa, normalmente só compro lá os livros que pretendo dar de presente.

2-Fazes pré-ordem de livros? Se sim, fazes em lojas ou online?
Nunca fiz...

3-Em média, quantos livros compras por mês?
Depende. Passo meses sem comprar nenhum e outros em que posso comprar no máximo dois (o orçamento não permite mais). Gosto de aproveitar promoções, por isso é normal comprar mais do que um nestas alturas.

4-Usas a tua biblioteca local?
Uso e abuso.

5-Se sim, quantos livros podes trazer/ requisitar de cada vez?
Podemos requisitar 3 livros durante duas semanas, mas podemos sempre renovar quantas vezes quisermos (pelo menos nunca tive problema). Costumo lá ir de duas em duas semanas.

6-Qual é a tua opinião sobre os livros das bibliotecas?
A biblioteca que frequento necessita de livros novos. Apesar disso, posso dizer que temos opção de escolha entre diversos géneros. Só fico arreliada com as séries. Raramente as tem por ordem!

7-Como te sentes em relação a lojas de caridade/ livros em segunda mão?
Nunca conheci nenhuma loja de caridade (nem sabia da sua existência). Quanto aos livros em segunda mão, acho uma boa aposta. Conseguem-se bons livros a preços bastante acessíveis. 

8-Mantens os teus livros lidos e por ler juntos/na mesma estante ou não?
Sim, está tudo junto. Consigo bem saber quais são os livros que já li dos que ainda estão à espera de vez.

9-Planeias ler todos os livros que tens?
Claro que sim... também não são assim tantos.

10-O que é que fazes com livros que são teus mas que sentes que nunca irás ler/sentes que não irás gostar?
Eu leio sempre todos, porque costumo apanhar surpresas, ou seja quando penso que não vou gostar e depois quando leio o livro, acontece ficar satisfeita. 

11-Alguma vez doaste livros?
Nunca o fiz, mas é algo que um dia pretendo fazer, especialmente infantis! Um livro poderá abrir um mundo de possibilidades a crianças... Poderá ser uma forma de ela se encontrar com a felicidade durante as horas em que se perde num bom livro. 
 
12-Já estiveste nalgum período de abstenção de compra de livros? 
Sim... 

13-Sentes que compras demasiados livros?
Não compro demasiados livros, aliás até compro poucos porque não tenho muito dinheiro disponível para isso. Há coisas prioritárias em que gastar o dinheiro. 
01
Mar14

[Opinião] Duas gotas de sangue e um corpo para a eternidade


Duas Gotas de Sangue e um Corpo para a Eternidade

Autora: Carina Portugal
Ano: 2013
Editora: Smashwords
Número de páginas: 21 páginas
Classificação: 2 Estrelas

Sinopse
Em pleno séc. XVI, a Inquisição lavra as terras de Inglaterra. Numa aldeia remota, um inocente amarrado à fogueira amaldiçoa todos aqueles que o condenaram à morte. As suas palavras acordam os espíritos da Natureza, e as gémeas Alaina e Leanora pressentem-no. Contudo, o que poderão fazer duas curandeiras para os deter? Além disso, ambas escondem um segredo que as poderá matar ‒ o seu próprio amor.

Disponível para download em:

Nota: O conto foi originalmente publicado na antologia "A Fantástica Literatura Queer", vol. Amarelo, pela Tarja Editorial.

Opinião
Já tinha este conto para ler há algum tempo. Aproveitando uma leitura conjunta promovida pelo Fiacha, li o conto durante a semana passada.

Foi a primeira vez que tomei contacto com a escrita da Carina e em relação a este aspecto, posso dizer que gostei. Tem uma forma de escrever simples e cativante.

Em relação ao conteúdo narrativo, a autora conseguiu criar uma sequência perceptível dos acontecimentos, dando uma estrutura lógica à forma como as coisas se vão desenvolvendo.
Eu não fiquei muito entusiasmada com o conteúdo, mas é algo relacionado com gostos pessoais. De tudo, o que menos gostei foi da forma como as irmãs se relacionavam. É compreensível no contexto narrativo do conto, mas a mim fez-me uma certa confusão.

Apesar de ser um conto, este beneficiaria se alguns aspectos fossem mais explorados, nomeadamente:
  • A introdução de algum aspecto da infância das gémeas que demonstrasse esta forte ligação entre elas;
  • Um maior esclarecimento da importância da natureza em relação aos espíritos e rituais. 
O final é adequado ao contexto do conto. Gostei da forma como terminou, dando assim um pouco de sentido ao amor que une estas duas irmãs. 
Por fim, um aspecto que destaco é a originalidade de alguns aspectos do conto, como por exemplo os brincos usados pelas irmãs e a sua simbologia.

Carina, muito obrigada por disponibilizares o teu trabalho para que eu muitos outros possam ler aquilo que escreves. Continuação de um bom trabalho.

Para aqueles que estão a ler este post, não se esquecem de apoiar os "nossos" escritores e de valorizar aquilo que eles fazem.

Boas leituras e deixem-se invadir pelas palavras.

Pág. 2/2