Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por detrás das palavras

Por detrás das palavras

26
Set15

[Especial Aniversário] TAG | 30 Factos Sobre Mim

Hoje vou aceder ao pedido da Tita, do blog O prazer das coisas e vou deixar que me conheçam um bocadinho. Para isso, vou recorrer a Tag 30 factos sobre mim.  

1. Conheço por dentro duas Universidades Portuguesas
 

A Universidade de Coimbra foi a minha "primeira casa" em termos de formação. Foi que passei 5 anos inesquecíveis e que vou guardar eternamente na memória e no coração. 
O ano passado elegi a Universidade do Minho para continuar a minha formação. Gosto de lá estar, mas quando me recordo que não cheguei a pedir transferência de Coimbra para Braga na altura do mestrado fico muito feliz. Iria arrepender-me imenso por ter vindo para Braga naquela altura. Coimbra ofereceu-me coisas que jamais iria conseguir em Braga. E mais, o ambiente vivido nestas duas universidades é completamente diferente. 
A Universidade do Minho é muito boa e com muito boas instalações. Os profissionais estão ao nível dos de Coimbra. Mas o espírito e o encanto que se respira em Coimbra é único. Tenho a certeza de que se algum estudante da Universidade de Coimbra ler isto, reconhece o sentimento. 

2. Gosto de cozinhar (principalmente doces)
No geral, gosto de cozinhar, mas tenho uma certa queda para doces. Deixo-vos a imagem da minha ultima experiência: Bolo de Chocolate.

3. Adoro fazer leituras beta
Descobri este gosto através da Liliana Lavado. Foi para ela que comecei a fazer leituras beta. Agora já vou num total de 12 autores para quem já fiz algum trabalho como beta (e em vários manuscritos). Acho que até me safo vem.

4. Sei fazer ponto-de-cruz e croché
É um passatempo que gosto muito. Gosto mais de ponto-de-cruz pela simples razão que é muito giro ver os desenhos a ganhar forma no pano. Deixo-vos aqui um dos meus primeiros trabalhos.

5. Detestava conduzir, mas já consegui ganhar mais confiança
Acho que aos pontos vou conseguir ganhar gosto pela condução.

6. Só fui a Lisboa um única vez em toda a minha vida
Tenho muita pena de só ter ido a Lisboa uma única vez. Já foi à mais de 10 anos e na altura gostei muito do que fui ver. Na altura não visitei o Oceanário, com muita pena minha. Espero um dia ainda conseguir fazê-lo.

7. Sou do signo Balança
O que significa que o meu aniversário está por perto. 

8. Adorava conhecer e viver em algum país nórdico, nomeadamente: Suécia ou Dinamarca
O meu fascínio por estes dois países é algo que eu não consigo explicar. Nunca lá fui, mas adoro vaguear pelo google a saber mais sobre eles e a ver imagens.

9. Nunca fui ao Algarve
Sendo do Norte parece que o Algarve pertence a outro país. É longe e nunca lá fui. O local mais a Sul de Portugal que já visitei foi o Badoka Paque. 

10. Adoro a cidade do Porto
Quem vem e atravessa o Rio... Pronto é mais um daqueles gostos que não se explica. A cidade do coração é Coimbra, mas é no Porto onde gostaria de trabalhar e viver neste momento.

11. Não compro muitos livros
Eu adoro ler (acho que nem se nota nada pelo blog)! Infelizmente, não tenho uma vida profissional que me ofereça estabilidade financeira para me poder dar ao luxo de comprar livros. Quando quero comprar opto por livros em segunda mão. Depois temos as trocas que é algo fantástico. E por fim, tenho o lugar a quem agradeço do coração a possibilidade de me conseguir permitir acalmar o vício: a biblioteca municipal.

12. Não tenho jeito para desenho
Sou uma verdadeira nulidade neste campo.

13. Em criança aprendi a tocar piano, xilofone, jogo de sinos e instrumentos de percussão
Infelizmente, é algo que neste momento não me prende a atenção nem me cativa.

14. Já fui a França e não gostei
Há uns seis anos fui passar uns dias a umas pequena terra em França, na zona de Bordéus. Não gostei muito porque não fiquei a conhecer muito da zona e ficamos limitadas as pequenas aldeias.

15. Nunca andei de avião
Apesar de já ter ido a França na altura fui de autocarro. É algo que quero experimentar.

16. Meti-me na aventura de fazer doutoramento
E que aventura tem sido. Já me descabelei, chorei, gritei silenciosamente, sorri... Tem sido uma etapa dura. Mas já valeu pelas pessoas fantásticas que conheci.

17. Sou Psicóloga Clínica (Sistémica, Saúde e Família) com uma pancada por Terapia Familiar
Mais uma daquelas pancadas que não se explica... 

18. Ando interessada em saber mais sobre Mindfulness
Eu sou muito curiosa no que toca ao conhecimento. Tenho sede de conhecimento!! Esta é uma área que me tem despertado algum interesse. Não é a minha investigação de doutoramento, por isso as leituras têm ficado um pouco em segundo plano.

19. Gosto mais de cães do que de gatos
Confesso a minha paixão maluca por animais, mas os cães conquistam a minha admiração. Tenho um cão lindo, prestes a fazer 11 anos.
Cá está ele:

(Está um pouco estranho! Tinha acabado de vir do "cabeleireiro")

20. Sou tímida e introvertida
Sou uma pessoa muito tímida e reservada. Falo pelos cotovelos se é alguém com quem me sinto bem e com confiança. Em grandes grupos, ou em ambientes mais animados eu passo muito despercebida, porque não gosto da exposição. Por incrível que pareça tenho gostado de fazer apresentações em público. 

21. Tenho alguns contos escritos que nunca publiquei
São contos com os quais concorri aos concursos da Alfarroba. Nunca ganhei e eles continuam na "gaveta", bem guardados.

22. Gostava de ter coragem para escrever um livro
Um dia, ainda vou ser capaz de conseguir. Algumas histórias já as tenho, só preciso de desenvolvê-las.

23. Durante este ano de 2015 descobri que o meu inglês não está tão mau como pensava
E fiquei imensamente feliz por me conseguir desenrascar e falar com as pessoas. 

24. Gosto de fazer origami
Passo muito tempo a ver vídeos.

25. Gostava de ser mais alta
Tenho uns ridículos 154 cm. 

26. Perco-me no youtube a ver vídeos de programas de talentos
X-Factor, The Voice, Got Talent!! Venham eles!!

27. Tenho uma marca de nascença
Felizmente é na perna. Mas quando era pequena, muitas vezes a esfreguei porque queria que saísse. Pensava que a minha perna estava suja.

28. Tenho uma relação complicada com algumas atividades desportivas 
Sou muito descoordenada! Por aí já percebem a minha relação. Apesar disto há modalidades que gosto de ver. Adoro os Jogos Olímpicos, por exemplo. Futebol é dos poucos que não me desperta interesse.

29. O meu nome foi uma indicação do responsável do registo civil 
Há quem se engane, o meu não foi resultado de um engano e sim de uma sugestão. O meu pai queria outro nome, mas o registo não autorizou. Então o senhor que estava a atender o meu pai, sugeriu o meu atual nome e assim ficou! 

30. Gosto de trabalhos manuais
Só gostava de ter mais jeito e tempo!!!
25
Set15

[Especial Aniversário] Os 10 posts mais lidos

Hoje dou início à resposta aos desafios propostos pelas minhas leitoras.
Quem por aqui passou, viu que o blog completou no passado dia 22 de Setembro 4 anos. Nesse post, perguntei aos leitores o que gostariam de ver aqui de forma a assinalar o aniversário e em respeito às sugestões que foram dadas aqui começa uma série de posts dedicados ao aniversário do blog.

Para iniciar, vou acatar a sugestão da Ivonne do blog Epifania de Letras  e mostrar os 10 posts mais vistos ao longo deste tempo. 

Como fiz uma troca de e-mail associada ao blog, os posts são referentes apenas aos anos de 2014 e 2015. Não há forma de ver o que foi mais visto nestes 4 anos. Espero que gostem!!

10º Lugar: Retalhos de um leitura conjunta (28 visualizações) (aqui)

Este é um desafio que mantenho com a Marta quando fazemos leituras. Infelizmente já lá vão muitos meses desde que fizemos a última! Estou com saudades, Marta!!!

9º Lugar: Opinião ao Livro "O vestido cor de pêssego" (28 visualizações) (aqui)
O Vestido Cor de Pêssego

8º Lugar: TAG | Doces Livros e Docinho (30 visualizações) (aqui

7º Lugar: Opinião ao livro "A menina mais triste do mundo" (30 visualizações) (aqui)
A Menina Mais Triste do Mundo

6º Lugar: Opinião ao livro "A Chama ao Vento" (32 visualizações) (aqui)
A Chama ao Vento

5º Lugar: Desafios para 2015 (33 visualizações) (aqui)

4º Lugar: Opinião ao livro "A culpa é das estrelas" (36 visualizações) (aqui)

A Culpa é das Estrelas

3º Lugar: Divulgação do livro "A sombra de um passado" de Carina Rosa (37 visualizações) (aqui)

Para além de divulgar o livro, ainda apresentei uma lista de músicas que associo à história.

2º Lugar: TAG | De A a Z (45 visualizações) (aqui

1º Lugar: Top Ten Tuesday | 10 lugares que conheci em livro, reais ou ficção, e que quero visitar (104 visualizações) (aqui)
E quem diria que o post mais visto no blog era um Top Ten.

24
Set15

Palavras Memoráveis


Livro: O coração do mar
Nora Roberts

É preciso ter um coração duro para nunca olhar para trás, nem uma única vez.


Acho que não se ser capaz de tropeçar é tão doloroso quanto seria a queda.


A realidade é a realidade, qualquer que seja a parte do mundo em que se esteja.


Muitas vezes é difícil para aqueles que convivem com infelizes tornarem-se felizes.


Algumas pessoas querem o simples, o banal e o tranquilo. Isso não faz com que as pessoas que querem o complicado, o extraordinário e o emocionante sejam gananciosas ou egoístas. Querer é querer qualquer que seja o sonho.
22
Set15

Aniversário | E de repente já lá vão 4 anos...


Pois é, hoje este meu cantinho faz quatro anos. Não preparei nada em especial, porque ainda não tive muito tempo para pensar no que fazer e que possa ser do vosso interesse. 

É um blog que vai continuar com os seus altos e baixos, com as opiniões, tags e afins. Espero continuar a receber as vossas visitas!

Para finalizar quero deixar um grande agradecimento às meninas especiais com quem tenho ou já tive parcerias. No fundo, são vocês que me vão agarrando aqui. Obrigada por tudo!!!

Deixo-vos a questão: Querem ver aqui alguma coisa de especial para assinalar o aniversário? Aceito sugestões. 

22
Set15

Top Ten Tuesday #46 | Lista de livros para ler no Outono

 

Como já vem sendo hábito com a chegada de uma nova estação, o site The Broke and the Bookish, onde são publicadas as temáticas do Top Ten convida-nos a fazer a nossa lista de livros a ler em determinada estação. 
 
O Outono está aí à porta, por isso, hoje é dia de eleger os 10 livros que queremos ler na estação que está quase, quase a chegar!
 
 
1. A chave da luz (Nora Roberts)

 

A Chave da Luz (Trilogia das Chaves, #1)
 
2. A chave do saber (Nora Roberts)
A Chave do Saber (Trilogia das Chaves, #2)
 
3. A chave da coragem (Nora Roberts)
A Chave da Coragem (Trilogia das Chaves, #3)
 
4. Nunca te perdi (Linda Howard)
Nunca Te Perdi
 
5. O ladrão de sombras (Marc Levy)
 
6. Laços de vida (Debbie Macomber)
Laços de Vida
 
7. Pedaços de Ternura (Dorothy Koomson)
Pedaços de Ternura
 
8. Peripécias do coração (Julia Quinn)
Peripécias do Coração (Bridgertons, #2)
 
9. Amor e enganos (Julia Quinn)
Amor e Enganos (Bridgertons, #3)
 
10. Corpo sem chão (Aida Borges)
Corpo sem chão
 
Os últimos livros já figuram em listas anteriores, mas quero mesmo ver se os leio durante a próxima estação. 
Desde que comecei a fazer listas (Primavera de 2014) ainda não consegui ler todos os livros que figuravam na lista que fiz. Será que é desta?
 
E vocês, que livros planeiam ler no próximo Outono?
 
 
19
Set15

TAG | Maroon 5 Literária

Como já tem vindo a ser costume, sábado significa TAG. Esta semana não estava com grande vontade de publicar nenhuma, porque não tinha encontrado a TAL. Mas depois de uma viagem por alguns blogs descobri a Tag - Maroon 5 Literária no blogue da Sara. E como até gosto de algumas músicas da banda, perguntei-me: por que não responder???


1. Maps: Um livro que te levou para outro país.
A Princesa de Gelo
Com este livro fiquei a conhecer um bocadinho de um país (entre tantos) pelo qual tenho um grande fascínio. 

2. Animals: Um livro que tenha personagens animais.
365 Histórias
Este é um dos meus livros de infância por quem tenho muito carinho. Já vi outros livros dentro de género e a minha vontade é comprar tudo. 
365 Histórias é um livro que contem uma história por dia e todas elas têm como personagens principais, os animais. 

3. She Will be Loved: Um livro com um casal apaixonante.
Nudez Mortal (Série Mortal, #1)
Já me cruzei com diversos casais apaixonantes que me marcaram. O mais engraçado é que quando me surge esta questão o primeiro casal que me vem à memória é a Eve e o Roarke! São um casal de derreter corações! Já tenho saudades deles... Tenho ali mais um livro da série a chamar por mim...

4. Sunday Morning: Um livro para ler em um dia.
Espero por ti em Paris
É um livro pequeno e com uma história pouco complexa, por isso lê-se perfeitamente bem num dia.

5. Love Somebody: Um livro que você quer muito ler.
A minha vontade de ler este livro já me persegue há um bom tempo. Curiosa por ver como evolui a história de Belle.

6. Payphone: Um livro com uma lição boa.
O Rapaz do Pijama às Riscas
No livro O Rapaz do Pijama às Riscas considero que não é tanto uma lição de vida, mas sim uma mensagem para a vida. Podemos aprender tanto com a visão e a opinião das crianças. 

7. Sugar: Um livro muito meloso.
A rapariga do lago
A Rapariga do Lago é um livro onde o romance aparece na sua versão bastante cor-de-rosa.

8. Moves Like Jagger: Um livro que te fez rir muito.
Amor e Chocolate
O que eu me ri com o Greg e a Amber. 


9- Misery: Um livro que te fez ficar triste.
Estarás aí?
Este livro fez com que me sentisse triste em alguns momentos da sua leitura. Um livro que nos mostra o quanto as nossas decisões influenciam a nossa vida.

10. Daylight: Um livro que te fez ficar acordado a noite inteira.
Alexander (The Bronze Horseman #2.5 )
Li este livro entre a 00:00 e as 4:00 da manhã. E quando terminei a leitura foi difícil adormecer tal foi a intensidade de sentimentos que despertou em mim.

11. Beautiful Goodbye: Um livro que tenha um final lindo.
Crónica de Paixões e Caprichos  (Bridgertons, #1)

12. One More Night: Um livro que você quer que tenha continuação.
As Serviçais
Gostaria de ler um livro onde me contassem o futuro das maravilhosas personagens que habitaram este livro.

13. Back At Your Door: Um livro que você quer muito reler.
Lição de Tango
Foi dos primeiros livros que li da Sveva e lembro-me que na altura gostei imenso do livro, mas já não tenho bem presente toda a história. Por esta razão, é um livro que quero reler.

14. Lucky Strike: Um livro que tenha te surpreendido
A Troca
O final deste livro deixou-em de boa aberta. A história não é nada de especial, mas a forma como o autor a contou e a terminou surpreendeu-me pela positiva.

15. Until You're Over Me: Um livro que você está lendo.
O ano em que não ia haver verão
Para já o balanço é negativo. Não estou achar muita piada ao livro.
Para além deste, comecei hoje o Eragon, mas ainda li muito pouco para me sentir presa a ele.
Eragon (Ciclo da Herança, #1)
17
Set15

Palavras Memoráveis


Livro: O vestido cor de pêssego
R. A. Stival

O amor pode morar no coração de uma pessoa de tantas maneiras diferentes que nós desconhecemos a maioria delas... E o coração, às vezes, prega-nos partidas inesperadas.


Talvez morrer fosse isso: estar consciente de tudo, mas impedido de se mover, flutuando naquele limbo escuro onde se encontrava. 
16
Set15

Opinião | A Rapariga do Lago


A rapariga do lago

Autora: Carina Rosa
Ano: 2015
Número de páginas: 50 páginas
Classificação: 3 Estrelas
Sinopse: Aqui


Opinião
A Rapariga do Lago é o mais recente trabalho da autora Carina Rosa e que ficou disponível para todos os leitores no passado dia 12 de Setembro. 

Esta novela oferece-nos uma pequena história de amor entre dois jovens com mundo interiores muito semelhantes e ambos apaixonados por duas expressões artísticas bem distintas. 

É uma história onde descobrimos os sentimentos associados ao primeiro amor... Ao amor simples e descomprometido. É um texto romântico e leve que enche o coração do leitor de diferentes sentimentos.

Mais uma vez, a Carina mostra-nos a sua evolução enquanto escritora. Assim, presenteia-nos com uma escrita fluída e cativante que nos faz avançar pela leitura de forma interessada. 

A história de amor que aqui nos é contada é leve, romântica e carinhosa. Pessoalmente, não me senti muito cativada por este universo e por estas personagens. Houve alguns aspetos que não concordei e que achei que poderiam ser retirados. Na minha opinião, um enforque mais conciso no romance dos jovens com outro tipo de explorações seria mais interessante.
Penso que o facto de não simpatizar com a novela poderá prender-se com o facto de aqui estar presente uma história de amor entre dois adolescentes. É uma faixa etária que nos livros não inspira a minha simpatia. Para estas idades, tenho que ler algo muito especial para me conseguir cativar e fazer-me sentir completamente presa ao universo que me é apresentado. 

Porém, aqui assistimos a um estilo mais descontraído da autora, não esquecendo um pequeno toque de dramatismo e intensidade sentimental.

Não amei a história, não vibrei com ela nem com todos os acontecimentos. Contudo, a Carina procurou criar momentos de interação entre os dois jovens pautados pelos sentimentos, diálogos bem estruturados e com momentos de reflexão para cada um dos jovens. Em alguns casos, estes momentos de reflexão acabam por se estender um pouco ao leitor.

Também quero aqui reforçar a determinação e trabalho desenvolvido pela Carina. Eu costumo fazer alguns trabalhos como beta, e posso dizer que a Carina é daquelas que vai à luta, "ouve" com muita atenção aquilo que os/as betas lhe dizem e tem sempre em mente fazer melhor. Por esta humildade, força de trabalho, insistência e vontade de fazer sempre melhor, a Carina merece o respeito daqueles que leem o seu trabalho e merece que mais gente procure ler as suas histórias.
Como a Carina, existem outros autores e autoras portuguesas que se esforçam para que os seus trabalhos cheguem até nós. Por isso, cabe-nos a nós leitores ler os trabalhos deles e divulgá-los. Temos de perder o preconceito de que não há boas histórias de escritores portugueses. Se não formos nós os portugueses a ler, quem o fará? Dêem uma oportunidade aos trabalhos nacionais!

Para quem gosta de histórias de amor queridas poderá gostar de viajar por estas páginas.
Podem adquirir o conto, gratuitamente, no seguinte link:
https://www.smashwords.com/books/view/576633
15
Set15

Top Ten Tuesday #45 | Livre - Os 10 melhores livros lidos nos últimos 3 anos

Esta semana, o Top Ten Tuesday é livre, ou seja, somos nós que escolhemos o tema. Eu decidi resgatar um Top Ten passado e ao qual eu não respondi. Este é do dia 10 de Março de 2015 e refere-se a uma lista de dez livros lidos que para mim são os melhores dos últimos três anos. 
 
Aqui ficam eles, sem nenhuma ordem em particular. 
Dezanove Minutos
 
Jogo de Mãos
 
Sonhos Proibidos (Belle #1)
 
O Grande Amor da Minha Vida (O Cavaleiro de Bronze, #1)
 
As Serviçais
 
O Filho das Sombras (Trilogia de Sevenwaters, #2)
 
Dias de Ouro (Edilean, #2)
 
A Filha do Capitão
 
Crónica de Paixões e Caprichos  (Bridgertons, #1)
 
Em Parte Incerta
14
Set15

Opinião | Alexander (O Cavaleiro de Bronze #2.5)


Alexander (The Bronze Horseman #2.5 )



Autora: Paullina Simons
Ano: 2014
Número de páginas: 224 páginas
Classificação: 5 Estrelas
Sinopse: Aqui

Opinião
Muitas foram as histórias de amor que me passaram pelas mãos através das páginas dos livros, mas nenhuma me tocou tanto como a de Tatiana e Alexander. É tudo tão intenso, tão profundo, tão complexo que é difícil não nos sentirmos invadidos por sentimentos tão diferentes que quase nos asfixiam os sentidos. No fim da leitura deste livro senti um vazio terrível, porque tive de me despedir das personagens e de um cenário marcante.

É óbvio que esta parte fazia todo o sentido estar encaixada no livro anteriormente publicado. Há uma quebra narrativa entre os dois que não favorece a leitura. Porém, os sentimentos a ela associados não se perdem.

É muito complicado falar o que quer seja acerca deste livro sem entrar em spoilers. No fundo, é o culminar de um conjunto de situações que vamos acompanhando no segundo livro e que acompanham o momento histórico do final da Segunda Guerra Mundial.

O final da Segunda Guerra Mundial foi um período muito conturbado e onde uma paz frágil pairava sobre o mundo... Muitos desafios, muitos ódios de estimação continuavam acessos entre os países, mas Tatiana e Alexander conseguiram ter a garra suficiente para viver para além de tudo aquilo que era mau e ainda pairava em redor deles.

Achei interessante, embora que de forma ligeira, a descrição dos terrores da Guerra que preenchiam o mundo de Alexander. Penso que este aspeto esteja mais aprofundando no terceiro volume que não será publicado em Portugal (mas que eu pretendo ler em Espanhol) é muito interessante verificar as cicatrizes psicológicas que cenários de extrema violência deixam naqueles que por eles passam. E tendo em conta a complexidade da personalidade de Alexander, o resultado deverá ser bastante interessante em termos de análise.

É uma história que vai deixar saudades... Mexe com os nossos sentimentos ao ponto de não sabermos muito bem como explicar o impacto que a leitura destes livros tem sobre nós próprios. A autora, recorrendo a uma mestria impressionante, articula descrições sobre diversas cidades, aborda elementos históricos e ainda consegue encaixar uma história de amor bela, intensa e inesquecível.
Está é uma série que nunca vou deixar sair da minha vida. Serão livros que levarei comigo, porque sei que quero reler partes ou na sua totalidade. 
10
Set15

Palavras Memoráveis


Livro: Crónica de Paixões e Caprichos
Julia Quinn


Depressa vais aprender que qualquer homem tem uma insuportável necessidade de culpar alguém quando alguma coisa o faz passar por tolo.


Mas assim, tenho a certeza. E estou com medo de morte. E radiante até à medula. E a sentir mil outras emoções que nunca me permiti sentir antes de tu apareceres.


«Agora» nem sequer se compra com o amanhã. E o amanhã não poderá sequer competir com o dia seguinte. Tão feliz como me sinto neste momento, tenho a certeza que o amanhã vai ser ainda melhor.
09
Set15

Opinião | Tatiana (O Cavaleiro de Bronze #2)


Tatiana  (The Bronze Horseman, #2)


Autora: Paullina Simons
Ano: 2014
Número de páginas: 584 páginas
Classificação: 5 Estrelas
Sinopse: Aqui

Opinião
Tatiana e Alexander será um daqueles casais literários para quem olharei com um carinho especial. Eles carregam uma aura mística e especial à qual eu não consigo ficar indiferente.

Este livro permite-nos conhecer melhor os dois, como duas entidades individuais, ao mesmo tempo que os seus corações estão unidos pelo traço invisível do amor.

Para mim foi complicado acompanhar o livro sem sentir um grande aperto no coração. 
A Guerra transforma os homens, as mulheres, as vidas... Destrói tudo, enquanto passa mais ou menos silenciosa pela vida das pessoas, quebra as linhas frágeis de uma esperança que está guardada dentro de cada um. 

Tatiana e Alexander têm de reaprender a viver de acordo com as suas novas condições de vida. Cada um deles carrega as suas mágoas e tristezas de uma maneira muito própria, mas o amor que nutrem um pelo outro, e que os une de uma forma transcendente, é o mesmo. E é esse amor que lhes permite avançar nas linhas de um destino incerto.
Doeu ler sobre as circunstâncias de vida dos dois. Porém, Alexander é aquele que mais desafio teve pela frente. É emocionalmente intenso ler sobre tudo aquilo que ele enfrenta. É duro assistir às suas lutas, às suas privações, às suas saudades de Tatiana que preenchem cada bocadinho da sua existência. Foi uma leitura que me angustiou.
Apesar de todos os desafios e contrariedades, cada um à sua maneira, mantém a fé e a esperança num reencontro. Para mim é admirável e tem um significado muito forte. Ao olhar para eles sinto que eu própria deveria ter mais fé e esperança nas coisas. No fundo, eles são inspiradores e mostram que não se deve baixar os braços perante as adversidades.

A forma como este livro termina é horrível. Não faz muito sentido quebrarem a narrativa assim, E, desta forma, fazem-me partir com um enorme interesse, para a leitura do final desta história de amor .

Este é daqueles livros que devoramos cada página com uma enorme vontade de saber o que se segue. Tudo nele é aprendizagem, emoção, amor, esperança... 
06
Set15

Opinião | As cinquenta sombras livre (Fifty Shades #3)


As Cinquenta Sombras Livre

Autora: E. L. James
Ano: 2012
Número de páginas: 621 páginas
Classificação: 1 Estrelas
Sinopse: Aqui

Opinião
Não tenho muito a dizer sobre este terceiro livro da série. Para mim, o pior de todos eles. Mais uma vez a autora demonstra como uma má escrita pode arruinar uma história que poderia ter algum potencial.

Cinquenta sombras livre foi o livro mais pornográfico dos três, onde as cenas de sexo surgem ao virar de cada página. Para mim, muitas dessas cenas não têm qualquer valor erótico ou sensual, afigurando-se em alguns casos, um pouco nojentas. 

Mais uma vez assistimos a um vocabulário muito reduzido. Não evolui muitos nos diálogos nem nas descrições que fazem parte do livro. 
E. L. James conseguiu arruinar toda a complexidade e obscuridade da personalidade do Mr. Grey. 
Christian tinha potencial, caso fosse devidamente explorado, mas talvez a pouca inteligência de Anastasia o tenha influenciado negativamente,
Anastasia é exasperante! É das personagens mais ocas do mundo literário com quem eu já me cruzei. Todos os seus comportamentos e atitudes são de revirar os olhos. Mas pronto, acalenta o sonho de muitas mulheres e leva-o a peito: conseguir mudar os homens.

Uma coisa que me enerva bastante é quando Christian e Anastasia tentam conversar sobre qualquer outra coisa que não sexo. Porém, o único sítio onde essas conversas os levam é ao sexo. Não conseguem manter um assunto, nem esgotá-lo pois, antes disso, já Anastasia está algemada e prestes a obedecer ao seu senhor. Sim, porque mesmo quando ela procura assumir o controlo das coisas é ridículo porque nada nela transparece uma mulher forte, confiante e carismática. Ela é totalmente submissa ao desejo que sente pelo Mr. Grey. 

Acho que o final não poderia ter sido diferente daquele que nos foi apresentado, tendo em conta a previsibilidade da autora. Não houve surpresa nem entusiasmo. 

Agora iremos poder ler toda a história sobre a perspectiva de Grey. Até poderia ser interessante, mas ter elementos repetitivos e tendo em conta as falhas da autora o livro talvez fique arruinado. 
05
Set15

Tag | Leitores de Verão



Limonada
Escolhe um livro que começou amargamente, mas que foi melhorando à medida que foste avançando na sua leitura

A Filha da Floresta  (Trilogia de Sevenwaters, #1) 

A filha da floresta foi um livro com um início um pouco complicado para mim. Tive dificuldade em me prender à história, mas depois de me conquistas a leitura tornou-se muito agradável e descobri uma história fascinante. 


Sol Dourado
Escolhe um livro que te fez sorrir como nenhum outro

Uma Rapariga dos Anos 20
Não me lembro assim de nenhum livro que me tenha feito rir do princípio ao fim. Por isso, para não me repetir decidi escolher Uma rapariga dos anos 20. É um livro divertido e com alguns momentos para rir.


Flores Tropicais
Escolhe um livro cuja ação se passa num país estrangeiro
Noivas de Guerra

Noivas de Guerra é um livro leve e divertido que tem como pano de fundo um cidade Italiana durante a Segunda Guerra Mundial. Foi o primeiro livro que li do autor e que me deixou com vontade de conhecer outras obras.


Sombra das Árvores
Escolhe um livro no qual um personagem misterioso e/ou sombrio foi introduzido pela primeira vez
Das séries que já li, não me consigo lembrar de nenhum...


Areia da Praia
Escolhe um livro granuloso cujo enredo foi mal ou pouco desenvolvido
O último livro

Um livro com um enredo confuso e mal aproveitado. Pouco me ficou desta história na cabeça. 


Relva Verde
Escolhe uma personagem ou personagens cheia(s) de vida que te fez/fizeram sorrir

A personagem Tatiana dos livros O Grande Amor da Minha Vida, Tatiana e Alexander da autora Paullina Simons. A força, a fé e a coragem dela fazem-me sorrir e acreditar que um dia as coisas serão melhores. 


Melancia
Escolhe um livro com alguns segredos suculentos





Nesta categoria tenho de concordar com a Mistery, Jardim dos Segredos é um livro



Chapéu-de-Sol
Escolhe um livro com um universo grande e vasto
Nudez Mortal (Série Mortal, #1)

Esta é uma categoria complicada para mim. Não leio muitos livros de fantasia porque é o género que menos me cativa. 
A acção destes livros decorre no futuro e a autora consegue criar um universo futurista engraçado.


Barbecue
Escolhe uma personagem literária que é caracterizada como uma «brasa»
As Cinquenta Sombras de Grey (Fifty Shades, #1)

Por influência das minhas últimas leituras, a personagem que me veio logo à cabeça foi Mr. Grey.


Diversão de Verão



A quem passas esta tag?
Não vou nomear ninguém. Quem quiser levá-la estejam à vontade.


03
Set15

Opinião | A chama ao vento


A Chama ao Vento


Autora: Carla M. Soares
Ano: 2014
Número de páginas: 430 páginas (e-book)
Classificação: 4 Estrelas
Sinopse: Aqui

Opinião
Esta foi a minha estreia inicial com Carla M. Soares. Até ao momento só tinha lido um livro da autora como leitora beta. 

Estava bastante curiosa para ler este livro. Esta curiosidade surge das boas críticas presentes no goodreads, pelo título e pela minha constante vontade de conhecer o trabalho dos autores portugueses. Assim sendo, quando em finais de 2014 crio com a Marta do blog I only have o desafio Português no Feminino, este livro ficou imediatamente debaixo de olho para ler num momento em que tivesse um pouco mais de tempo livre. 

A Chama ao Vento é um livro onde o passado e o presente se entrelaçam numa história de amor eterno. Assistimos a um passado que procura dar um significado ao presente cheio de fantasmas de Francisco.

Francisco, Teresa são almas do presente, enquanto que João tem a sua alma dividida por estas linhas temporais. João é um belo narrador da história passada onde ele  assume um papel de grande destaque.
Francisco, o homem dos fantasmas, é fechado e reservado. Pouco dado à partilha daquilo que preenche o seu mundo interior. Ele é uma verdadeira ilustração do icebergue da Teoria Psicanalítica de Freud. Aquilo que ele mostra, o que está à superfície da sua personalidade, é uma pequena parte de tudo aquilo que ele tem e guarda no seu inconsciente (e que muitas vezes vem ao seu consciente estragar-lhe a vida e a forma como ele se relaciona com os outros). É certo que não simpatizei muito com ele. Achei que muitas vezes ele adoptou uma postura demasiado arrogante e infantil, parecendo, em alguns momentos mal educado. Por muitos que sejam os fantasmas que lhe preenchem o coração ele poderia tentar sobrepor-se a eles. No final percebi melhor os fantasmas dele e consequentemente o seu comportamento... Mas não deixou de me irritar ao longo do livro. Tudo isto se deve a problemas de ligações importantes e que devem ser estabelecidas na infância. Este foi um aspecto muito bem abordado e desenvolvido pela autora.Consigo perceber a personagem, entender o seu comportamento e motivações, mas não é alvo da minha simpatia.

Da Teresa vi muito pouco para ter uma opinião muito fundamentada. Houve alturas em que a achei imatura e com atitudes de adolescente. Mas agora, pensando melhor sobre tudo o que compõem o livro, acho que eram mais respostas às atitudes adolescentes do Francisco. Era como se ela quisesse responder à altura,

E depois temos a história do passado e aquela que verdadeiramente me apaixonou.
Carmo, Dekel, João, Manuel... Vidas que se entrelaçam em segredos e palavras silenciosas que condicionam o futuro das gerações seguintes.

Gostei muito da Carmo e do João. São duas personagens com uma personalidade cativante.
Carmo no seu jeito inocente, a sua mente perspicaz e os seus modos de menina que descobre a cidade, cativou-me profundamente. Ao início não a estava a ver como uma chama ao vento (de acordo com a interpretação que eu fazia da metáfora), queria mais dela para constatar. Porém, com a chegada do final do livro percebi mais claramente o contexto e o facto de Carmo se ter "apagado". Adorei a metáfora!!!

João é o verdadeiro significado da amizade eterna. E este respeito e dedicação que João tem por aquilo que ele considera como amizade tem a minha total admiração.
Quando ao Dekel gostei dele, mas a parte mais obscura da sua personalidade deixava-me com o pé atrás. Compreendo todas as motivações que estão por detrás dos comportamentos dele, mas o mistério que ele transporta é algo negro e sombrio que acaba por me afastar dele.
Por fim, temos o Manuel. Um homem desinteressante e que as circunstâncias de vida o tornaram num homem amargo.

Esta minha experiência oficial com o trabalho da Carla foi muito positiva. Gostei bastante do livro e nada me foi indiferente. As minhas emoções e ideias foram balançadas e acho que isso é muito importante quando lemos um livro, porque no findo é isso que nos permite recordá-lo.


Pág. 1/2