Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por detrás das palavras

Por detrás das palavras

07
Mai21

52 perguntas | 18 # escreve sobre o teu dia

940028cf282c9fe6ff1dd4ae29751003.jpg

Fonte

Este post já devia ter sido escrito na segunda-feira, mas o trabalho tem estado agreste. Muitas exigências, muitas solicitações, muitos prazos para serem cumpridos. Basicamente, como já me disseram, gosto de viver no limite (isto porque esta semana só consegui terminar uma data de coisas minutos antes do fim do prazo). 

A intensidade da semana transformou-se num dia em que tudo me aconteceu. Ora vejam:

  • Para evitar calcar o gato da vizinha ia-me estatelando no chão e me sujado toda. Se tivesse acontecido, ou ia suja para o trabalho, ou voltava a casa para terminar a roupa e perdia o autocarro;
  • Andei a controlar a minha tosse, porque é algo que chama a atenção de terceiros, e ia vomitando durante a viagem de autocarro. Esta semana tenho estado muito constipada, com dores de garganta e não tem sido fácil;
  • Quase no fim da minha viagem, as mensagens começaram a multiplicar-se no Whatsapp. Estava atrasada para uma reunião (stress), a responder a mensagens enquanto tocava na campainha do autocarro (multitasking), saio do autocarro disparada, começo a tirar o cartão para entrar no edifício (não se esqueçam estava atrasada), o telefone toca, atendo! E eis que me lembro de um elemento essencial! A minha lancheira tinha ficado no autocarro;
  • Tomei o pequeno-almoço às 8:45, tive duas reuniões de manhã, só sai para almoçar já depois da uma, apanhei fila para almoçar.... Quando me sentei para comer, o meu estômago já estava em sofrimento;
  • À quarta reunião do dia, a minha atenção já andava a navegar por outras paragens e já não me lembro com que tarefas fiquei de fazer.

Cheguei super tarde a casa por causa dos transportes, cansada, com fome... Mas sobrevivi à intensidade do dia.

 

4 comentários

Comentar post