Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por detrás das palavras

Por detrás das palavras

Opinião | "A Rapariga que veio do frio" de Gilberto Pinto

09.04.19
A Rapariga que veio do frio
Classificação: 3 Estrelas

Fui atraída pela capa e pelo título deste livro. Da capa seduziu-me a beleza e o mistério que deixa transparecer. Do título nasceu a curiosidade em conhecer a história para a qual me apontada. Não me arrependo de ter sido seduzida, pois foi uma livro que gostei de descobrir e ofereceu-me uma história interessante e que correspondeu às expetativas. 

Não li a sinopse antes de ler o livro. Fui lê-la apenas no fim e por mera curiosidade. Acho que ela pode criar expetativas irrealistas no leitor. O livro traz-nos muito mais do que tráfico de mulheres e assassinatos. É uma narrativa que nos leva ao interior do país e às margens do rio Douro, ao mesmo tempo que deambulamos pelas ruas da cidade do Porto. 
É um livro onde conhecemos famílias e os seus mistérios e neste cruzar de segredos e modos de vida que a narrativa ganha dimensão e se expande para além do crime. No fundo, o autor desenvolve uma história de poder, de relações e de segredos que é despoletada pelo abuso e tráfico de mulheres de leste. Porém, o foco nos crimes e na forma como eles são cometidos é menor comparativamente a todo o contexto em que eles surgem.

Fui positivamente surpreendida pela escrita clara e apelativa. Esta qualidade permitiu-me criar uma boa ligação com o livro e deixou-me interessada em conhecer novas obras deste escritor.

A forma como este livro começa é muito boa. Adensou a minha curiosidade e espicaçou a minha vontade em conhecer mais da história. E consegui manter este interesse praticamente até ao final. 
Apesar desta relação positiva, houve aspetos na narrativa que não me permitiram dar uma pontuação mais elevada ao livro. 
Do meu ponto de vista há situações no livro que não ficaram bem esclarecidas e outras que me deixaram em dúvida. Não os posso referir aqui todos, pois corro o risco de estragar a leitura a quem se decida aventurar nestas páginas. De entre diferentes aspetos destaco a Aleksandra e todo o mistério que a envolve. Pessoalmente pensei que existiria alguma ligação entre a história dela e a história principal do livro, mas quando cheguei ao fim do livro nem sequer tive oportunidade de ver esclarecidos os assuntos que a ocupavam. 
Para além deste aspeto há uma carta que Leonardo recebe quase no início do livro e que várias vezes é referida ao longo da história. Estava muito curiosa por conhecer o conteúdo desta carta e o autor privou-me de satisfazer este meu interesse. Pelo contexto e pelo desenrolar dos acontecimentos eu consigo deduzir o que lá estava, mas senti-me enganada e frustrada porque sempre achei que a carta tinha a relevância suficiente para constar destas páginas.

Chegada à reta final do livro senti que ficaram coisas por dizer e mostrar. Não sei se foi propositado e o autor tem em vista uma continuação ou se foi um pouco de descuido. Mesmo que haja uma continuação, penso que alguns aspetos deveriam ter sido esclarecidos e concluídos. Aquilo que senti foi que o escritor teve pressa em terminar a história que dada a sua evolução consistente merecia uma final mais marcante e conciso.
Apesar destes pequenos pontos de desinteresse acho que é um livro que merece ser lido. Tem uma escrita de qualidade, tem uma história interessante e é uma excelente oportunidade de apreciar o bom trabalho de um escritor português e a quem os leitores devem dar uma oportunidade. 

Nota: Este livro foi-me disponibilizado pela editora em troca de uma opinião honesta.

2 comentários

Comentar post