Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por detrás das palavras

Por detrás das palavras

Opinião | "As Filhas do Capitão" de María Dueñas

11.11.19

As Filhas do Capitão

Classificação: 3 Estrelas

"As Filhas do Capitão" marca a minha estreia com os livros da escritora María Dueñas. Estava com expetativas um pouco elevadas, uma vez que já tinha lido grandes elogios a diferentes livros da autora. De uma forma geral, o livro não me encantou da forma que eu esperava. Gostei, mas faltou-lhe um toque de adrenalina que me arrastasse para uma leitura mais compulsiva e viciante.

A história que as páginas deste livro encerra é uma grande homenagem a todos(as) e aqueles(as) que arriscam e se aventuram a sair da sua pátria em busca de uma vida melhor e em que se sintam mais realizados. 
Assim, é um livro onde podemos encontrar a força e a garra dos(as) emigrantes e também as dificuldades de integração que sentem quando chegam à terra onde pensam realizar os seus sonhos. Neste aspeto, María Dueñas foi muito bem sucedida. Conjugou os acontecimentos de forma a mostrar-nos as oportunidades que um novo país pode oferecer ao mesmo tempo que mostrou a dureza de integração num sítio com uma língua e costumes que nos são estranhos. Gostei muito de ler sobre estas questões e sentir o realismo que foi oferecido. 

P_20191109_135832.png

Os acontecimentos são protagonizados por Luz, Mona e Victoria; três irmãs espanholas que, juntamente com sua mãe, em 1936 rumam em direção aos Estados Unidos da América para se juntarem ao pai que já lá vivia. 
Através delas seguimos diferentes linhas narrativas. Tanto as conhecemos como um bloco familiar coeso, como acompanhamos a libertação de cada uma delas e a sua entrega ao país que as acolheu, quebrando, uma a uma, as barreiras que as tornavam resistentes a toda a vida oferecida pelo seu novo mundo.
Aqui senti que a escrita se embrulhava um pouco. Houve situações em que senti falta da existência de diálogos. Há partes demasiado descritivas não permitindo que a escrita flua e me envolva emocionalmente. Tudo isto me distânciou um pouco do livro e das personagens. As minhas emoções arrefeceram e a leitura acabou por se arrastar durante um mês. Sentia alguma dificuldade em avançar na leitura. Por um lado tinha uma escrita muito descritiva e por outro uma história densa que exigia mais da minha atenção. 

Quero ler outros trabalhos da autora de forma a sedimentar a minha opinião relativamente à escrita. Posso não estar numa melhor fase de vida leitora e isso pode ter condicionado toda a forma como fui percecionando quer a história quer a forma como a escritora escolheu para a contar. 
Conhecem a autora? Qual foi a vossa experiência de leitura? Têm algum livro dela que me recomendem muito? 

Nota: Este livro foi-me disponibilizado pela editora em troca de uma opinião sincera.

naom_586e49390d0cd.jpg

4 comentários

Comentar post