Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por detrás das palavras

Por detrás das palavras

09
Mar14

Por detrás da tela | Um refúgio para a vida


Poster do filme Um Refúgio Para a Vida





Título: Um refúgio para a vida

Género: Romance

Realização: Lasse Hallström

Ano de estreia: 2013 (EUA e Pt)

Elenco: Cobie Smulders, David Lyons, Josh Duhamel, Julianne Hough, Lauren York, Noah Lomax



Li muito recentemente o livro que esteve na origem deste filme. O livro não me convenceu totalmente e o filme também não me deixou em êxtase.

O filme apresenta-nos a história de Katie, uma mulher que foge de um marido violento. Após encontrar um lugar que considera seguro, decide fixar-se aí. Então a Katie recomeça a viver e reencontra o amor.

Não gostei muito da interpretação da Katie pela actriz Julianne Hough. É uma mulher muito bonita, mas não se a consegui encaixar naquele perfil e não senti que ele conseguisse expressar os momentos de angústia, de medo e de tristeza da forma intensa que as diferentes situações exigiam. Eu acho que a actriz tem um rosto muito simpático e querido e não consegui ver uma transformação na expressão facial... Acho que só a consigo ver feliz e sorridente. 
Quando ao Alex, interpretado pelo actor Josh Duhamel também penso que lhe faltou um pouco da maturidade que o papel exigia. Achei-o demasiado descontraído para um homem viúvo e com dois filhos. Também não senti uma ligação intensa entre ele e os seus filhos. Enquanto casal, estes dois até funcionam mais ou menos, sente-se ali alguma paixão (embora me pareceu que Katie tinha dificuldades em chorar - compreendo que deva ser difícil chorar enquanto se representa, mas também são estes pormenores que nos dão a conhecer as bons interpretações). 

Apesar destes pequenos pormenores, Gostei do filme, mas está um pouco longe daqueles filmes emocionantes a que as obras de Nicholas Sparks já deram origem. 

Do livro ao filme...
Este filme está muito longe do que aconteceu no livro. A premissa original está lá, mas a forma como ela é desenvolvida no filme está bastante diferente do livro. Não quero esmiuçar mais sobre o que está diferente, porque iria desvendar partes importantes do filme, mas posso dizer que senti o filme mais vazio de conteúdo. Se no livro as coisas aconteceram de uma forma um pouco rápida no filme foi ainda mais! Os contornos finais foram também diferentes e tal como no livro acabou de uma forma um pouco precipitada. 
Foi tudo um pouco diferente do livro. Os acontecimentos encaixaram na mesma de uma forma lógica, mas senti-me um pouco desiludida por não encontrar aquele fantástico acontecimento final do livro e nem encontrar um Kevin com mais pormenores. O livro, em relação a Kevin é bastante melhor e um dos aspectos melhores do livro. 


Acho que o filme pode ser mais apelativo aos olhos daqueles que ainda não leram o livro. Quem já leu e vai à procura dos elementos chave do livro no filme não os encontra, comigo foi assim. 

6 comentários

Comentar post