Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por detrás das palavras

52 perguntas | 34 # escreve sobre algo que pensas sempre "e se..."

question-mark-3849347_1920.jpg

Fonte

E se...

Tivesse tido coragem para arriscar mais?

Tivesse conhecido melhor o caminho escolar por onde me atirei, escolheria o mesmo curso?

Fosse mais audaz?

Não tivesse medo?

Não pensasse tanto naquilo que os outros pensavam acerca de mim?

Tivesse tido coragem de fazer frente a quem me magoou?

Soubesse receber melhor o amor que me ofereciam?

Não fosse tão introvertida?

 

Acho que todos os caminhos são e serão feitos de "E se?". O que procuro é viver o melhor que consiga com as minhas escolhas, com o meu percurso, com as minhas caracteristicas... Ficar em paz com as experiências que tive.
Há "E ses?" que deixam mais dor, mais amargura... Que semeam um rasto de frustração e de tristeza. Mas, nesta vida, onde há tanta coisa aleatória, o importante é viver em tranquilidade e com a serenidade de que se fez o melhor que se sabia com as condições que se tinha.

52 perguntas | 33 # Escreve sobre algo que sentes fortemente

Fecho os olhos e inspiro
O cheiro das flores,
A maresia salgada de um mar calmo,
O doce aroma de um chocolate quente,
O crepitar da lenha numa lareira acesa.

Cores, sons, cheiros que se transformam
Em viagens, em memórias, em emoções...
Em sentimentos que são lugares,
Onde o coração descansa, palpita forte no peito ou chora de dor.

O mundo à minha volta,
Uma multiplicidade de estímulos.

52 perguntas | 32 # Partilha palavras de sabedoria que alguém te disse um dia

As palavras têm muito impacto em quem as ouve. Recordo sempre aqueles inputs que me dão energia:

 Tens muito valor. És uma pessoa do caraças (a minha estagiária está sempre a dizer isto);

 És demasiado generosa e as pessoas aproveitam-se dessa generosidade;

 És competente! O teu trabalho tem valor. Vieste acrescentar coisas boas à equipa.

 

Não são propriamente palavras sábias ou de grandes reflexões, mas palavras necessárias ao nosso ânimo e à nossa capacidade de resistir a elementos mais duros que a vida nos oferece.

Espero que existam boas palavras na tua vida.

52 perguntas | 30 # Músicas que te fazem dançar

Eu não sou pessoa de dançar... Alías não gosto, não tenho jeito, fico sempre cheia de vergonha. Por isso, não consigo identificar aqui as músicas que me façam dançar de forma descontraída.

Perante esta minha incapacidade, vou apenas colocar aqui algumas músicas que me fazem balançar o tronco ou bater o pé quando as ouço.

Get lucky (Daft Punk)

10 years (Daði og Gagnamagnið)

Soldi (Mahmood)

She got me (Luca Hänni)

Wuthering Heights (Kate Bush)

Don't speak (No Doubt)

La isla bonita (Madona)

52 perguntas | 29 # Animal favorito

illustration-4427960_1280.jpg

Eu adoro animais. São de fácil convivência e o amor deles é incondicional.

Tive um cão quase 15 anos. Estabeleci uma ligação muito, muito especial com ele. Brinquei com ele, enquanto ele conseguiu. Acompanhei-o na velhice e ouvi cada uma das suas dores. Fará dois anos em agosto que ele deixou de estar presente fisicamente, mas permanecerá sempre como uma boa lembrança dentro de mim. Recordo muito acontecimentos da minha vida em que ele esteve presente. 

Não conseguiu voltar ter mais nenhum cão. Já enquanto ele era vivo, uma gata adotou-nos e hoje o espaço é dela. Talvez um dia volte a adotar mais algum cão e possa viver mais coisas boas com ele. 

52 perguntas | 27 # Escreve sobre algo que alguém disse sobre ti que nunca esqueceste

illustration-4427960_1280.jpg                                                                                                                                              Fonte: Pixabay

Para mim é fácil recordar o que me dizem de bom e o que me dizem de mau. Não consigo mesmo esquecer as palavras que me são dirigidas e a sua intencionalidade. 
As boas aquecem sempre o coração, dão-me energia, deixam-me sempre com a sensação de leveza que só as palavras conseguem. As más atiram-me sempre para sítios muito sombrios, onde me sinto aprisionada e pouco valorizada. 

De bom já me disseram que me achavam uma pessoa com uma luz bonita, com quem é fácil criar ligação. Já me disseram que tinha bom gosto. Já me disseram que é fácil falar comigo. Já me disseram que sou bondosa (em demasia). 
São palavras boas que ficam. Todas elas ditas por pessoas que me conhecem fora do meu círculo familiar. Pessoas com maior ou menor grau de amizade. 

De mau já ouvi que nunca iria ganhar um bom salário, que nunca iria ter a sorte de encontrar um emprego bom. Também ouvi que apanhar uma alergia só me faz bem. Foram várias as variantes destas mensagens que recebi e todas elas vindas de pessoas da minha família. 

Digo sempre que aquilo que dissemos importa. As palavras podem ser muito boas e oferecer emoções muito boas, mas podem ferir de uma forma irreversível. Temos de ter cuidado com aquilo que escolhemos dizer aos outros. Se não formos acrescentar nada de positivo ao outro, o melhor é ficarmos em silêncio. Isso, para mim, significa respeitar o outro e alimentar as relações com aquilo que realmente importa.

52 perguntas | 27 # O que sentes quando escreves?

fountain-pen-1854169_1920.jpg                                                                                               Fonte: Pixabay

 

Liberdade! 
Escrever é quebrar as correntes que constantemente usamos para aprisionar a nossa mente. É fácil passar para o papel, transformar em palavras o turbilhão que habita o meu mundo interior.

É uma forma de chegar aos outros. 

É facilidade de comunicação.

É imortalizar tudo o que queremos.

É oferecer amor e amizade em cada postal enviado.

Escrever é amor, é libertação, é realização é sobreviver. 

Mais sobre mim

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Reading Challenge

2023 Reading Challenge

2023 Reading Challenge
Silvana (Por detrás das Palavras) has read 0 books toward her goal of 30 books.
hide

Palavra do momento

Por detrás das Palavras

O Clube Mefisto

goodreads.com

Mais visitados

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub