Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por detrás das palavras

Opinião | "A Lagartixa Manca e o Homem Desempregado" de Ana Luiz

A Lagartixa Manca e o Homem Desempregado

Classificação: 2 Estrelas

No final do ano passado li o conto Ashram desta mesma autora do qual gostei bastante. Por isso, foi com grande expetativa que parti para a leitura deste novo conto.
É um conto pequeno e pouco complexo, porém conseguimos retirar algumas reflexões, nomeadamente: o respeito pela natureza, sabendo apreciá-la nas suas diferentes dimensões; saber valorizar as nossas características mesmo quando elas nos afastam daquilo que é considerado "normal" no mundo que nos rodeia; a descoberta da felicidade nas mais pequenas coisas quando o mundo à nossa volta parece estar a desmoronar-se; e, por fim, a complexidade em torno das relações humanas (neste último ponto a minha reflexão vai para a situação do casal, a pouca cumplicidade e a comunicação que se começa a deteriorar com as situações menos boas da vida).

Apesar de me ter permitido refletir acerca destas questões achei o conto demasiado superficial e com uma narrativa muito rápida. Olhando para o conto anterior que li da autora e comparando-o com este, senti aqui falta de qualquer coisa que revele a verdadeira essência do trabalho da escritora. 

É uma leitura que aconselho, principalmente para quebrar com alguma monotonia causada pelas leituras mais densas e complexas. 

Opinião | "Ashram" de Ana Luiz

Ashram
Classificação: 4 estrelas

Na semana passada cruzei-me com a opinião a este conto no blog da Silvéria. Não conhecia o conto nem a autora, mas as palavras da Silvéria deixaram-me com vontade de ler e ficar a conhecer. 
Eu gosto de ler novos autores e fazer novas descobertas, principalmente quando são autores lusos. É a nós, portugueses, que cabe valorizar o seu trabalho e empenho. 

Tal como a Silvéria fui pesquisar o significado da palavras ashram, pois não conhecia. É um título excelente para acompanhar um conteúdo brilhante e muito bem escrito.
Ao longo das páginas que compõem este conto vamos conhecendo a vida de um velho ermita que gosta de ouvir histórias daqueles a quem dá abrigo. É muito interessante a forma como a autora vai dando corpo aos visitantes e às histórias. 

A última história que nos é contada tem um leve acontecimento que remeteu a minha memória para um conto de Eça de Queirós do qual gosto muito, A aia. É uma semelhança muito ligeira, depois a história assume novos contorno até culminar num final inesperado e muito, muito interessante. 

Eu gostei muito do conto e da escrita da autora. O final é apetrechado do factor surpresa, fazendo referência a algo que gosto muito. 
Numa narrativa bem desenvolvida, organizada, compreensível e muito bem estrutura a autora Ana Luiz leva-nos numa viagem de descoberta e fascínio. Recomendo a leitura e espero conhecer mais trabalhos da autora.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub