Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por detrás das palavras

Por detrás das palavras

26
Dez18

Divulgação | "A Imperatriz Romanov" de C. W. Gortner

Espero que o Pai Natal tenha sido bom para vocês e vos tenha deixado alguns livrinhos no sapatinho. O meu esqueceu-se que gosto de ler e achou que era melhor transformar-me numa diabética no próximo ano. Não me lembro de ter recebido tanto chocolates como este ano. 

Para quem recebeu livros que já leu e quer trocar, para quem quer usar aquele dinheiro oferecido pela avó ou pela tia para comprar livros hoje trago-vos uma excelente sugestão de leitura.


A Imperatriz Romanov
C. W. Gortner

A Imperatriz Romanov fez com que renascesse em mim a vontade ler. Já há algumas semanas que andava a arrastar leituras, os livros não me entusiasmavam e as histórias estavam a perder o encanto. Eis que este aparece na minha caixa do correio e acaba  por me oferece uma excelente leitura para finalizar o ano. 
As primeiras páginas quebraram a barreira do desinteresse pelas histórias e pela leitura. Fiquei logo fascinada pelas descrições e todo aquele início prometia uma excelente leitura.


Para os leitores que são fãs de romances históricos ou tenham interesse em conhecer um pouco mais da dinastia Romanov, este livro reúne um conjunto de características que farão os leitores se apaixonarem por ele. 
Se amanhã tiverem de trocar alguns dos livros recebidos no Natal ou querem usar aquele dinheiro oferecido para comprar um apostem neste livro.


24
Out18

Divulgação | "Regras para descolagem" de Carolina Paiva



É sempre entusiasmante ver alguém do mundo da blogoesfera a aventurar-se pela escrita. A nós, os outros habitantes desta plataforma, cabe-nos a responsabilidade de ajudar uma "colega" a divulgar o seu trabalho, a ler o livro e a partilhar a nossa opinião.

Regras para descolagem foi escrito pela Carolina Paiva do blog e canal Holly Reader. Quero partir para esta leitura de mente aberta, sem expetativas e com a vontade de ler um livro de uma leitora para outra leitora. Talvez seja surpreendida. 
Espero que este livro seja um sucesso e que seja um primeiro livro de muitos.
Boa sorte e bom trabalho, Carolina.

***
Sinopse
Lourenço, detective privado, foi contratado para aquele que decidiu ser o seu último caso. Depois da morte do mentor, e da quebra de todas as regras que com ele aprendera, a sua profissão parece já não fazer sentido.

A bordo de um voo internacional, um companheiro de viagem inusitado permitir-lhe-á fazer uma análise das normas que até há bem pouco tempo seguia escrupulosamente, e da sua importância. Entre o dilema de cumprir a missão para a qual foi contratado e fazer aquilo que lhe parece correcto, conseguirá Lourenço resolver o seu passado?


Carolina PaivaSobre a autora
Carolina Paiva nasceu em Lisboa em 1989, mas cresceu em Oliveira de Frades (distrito de Viseu). Em 2007 ingressou na Universidade de Aveiro onde frequentou a Licenciatura em Línguas e Relações Empresariais tendo em 2010 regressado a Lisboa para iniciar o Mestrado em Gestão de Recursos Humanos, área trabalhou durante alguns anos. Um dia destes, não muito distante, espera poder afirmar tal como Phileas Fogg: dei a volta ao mundo! Gosta de escrever versos de poesia em recibos de pagamento e nos tempos livres caminha sem rumo pela cidade na companhia de boas bandas sonoras. Actualmente escreve e publica vídeos no seu blog de opinião literária - Holly Reader - e trabalha na área de Marketing e Comunicação.


17
Out18

Divulgação | "O Silêncio da Chuva de Verão" de Dinah Jefferies


Quem nunca se sentiu fascinado pelas cores e pelos aromas da Índia? Quem nunca se sentiu interessado em conhecer a cultura indiana?
Eu sou uma curiosa leitora sobre tudo o que envolve a cultura e os costumes indianos e por isso procuro sempre ler os livros que me transportam em parte para essa realidade.

O Silêncio da Chuva de Verão é mais um passaporte para a Índia e para os aspetos culturais que a envolve. Já iniciei o livro e, apesar de andar a ler menos do que aquilo que eu desejaria, estou a gostar bastante. A cultura, aquele mundo de sons, cheiros e cores vibrante, está a chegar-me de forma faseada e muito bem articulada pelas mãos da autora.
É a minha estreia com Dinah Jefferies, por isso vou na expetativa de juntar mais uma autora na minha lista de escritores preferidos. Já li imensas coisas positivas acerca dos livros dela e das suas histórias encantadoras. 

Quem já leu livros desta autora, o que é que me podem adiantar?

Deixo-vos a sinopse! Espero ter despertado a vossa curiosidade!!

***

Sinopse
«Tens de ser assolada pelo amor para o conheceres verdadeiramente.»

Rajputana, Índia, 1930. Desde a morte do marido que a jovem inglesa Eliza vive para a fotografia. Determinada a estabelecer o seu nome, ela aceita um convite do governo britânico para retratar a vida da família real indiana no Estado de Juraipore, de forma a enaltecer a influência da Coroa Britânica.

No palácio real, Eliza conhece Jayant, irmão mais novo do marajá, que a leva a conhecer uma terra marcada por contrastes: de um lado, paisagens de beleza incomparável e uma cultura rica e vibrante, e do outro, a mais devastadora das misérias.

Durante a viagem, Eliza desperta Jayant para a pobreza do povo indiano, ao mesmo tempo que ele lhe mostra a face negra do domínio britânico na Índia. Até que, numa revelação quase kármica, os dois descobrem que estão profundamente ligados e apaixonamse.

Mas com a família real e os britânicos a oporem-se à sua relação, conseguirão Eliza e Jayant libertar-se das obrigações e cumprir o seu destino?

Sobre a autora
Dinah Jefferies nasceu na Malásia e mudou-se para Inglaterra com 9 anos. Estudou na Birmingham School of Art e, mais tarde, na Ulster University, onde se formou em Literatura Inglesa.
Autora bestseller do Sunday Times, colabora com alguns jornais, entre eles o Guardian. Os seus livros estão publicados em 25 países, e este número continua a crescer.
Depois de ter vivido em Itália e em Espanha, regressou a Inglaterra, onde vive com o seu marido e o seu cão, e passa os dias a escrever e a desfrutar dos tempos livres com os netos.
Saiba mais sobre a autora em: www.dinahjefferies.com

20
Jul18

Divulgação | "Um por um" de Chris Carter


Um por um | Chis Carter | 416 páginas | Comprar aqui

Acontece poucas vezes, mas com Chris Carter foi amor ao primeiro livro. Quando terminei a leitura do livro O escultor da morte percebi que estava ali um excelente escritor de policiais. Desde a escrita, à construção da narrativa e à inteligência que está subjacente à criação de todas as cenas do crime, tudo naquele livro em agarrou.
Já comecei a ler Um por um e as sensações que ficaram da primeira leitura, mantêm-se. Está-me a tirar o fôlego e a mexer com as minhas sensações. Para quem é fã deste género de livro, vai delirar com estas histórias e com estas personagens, para quem não é fã poderá ter aqui uma excelente oportunidade de conhecer um autor fabuloso e, quiçá, começar a gostar de ler um bom policial. Acreditem, depois de lerem o primeiro não vão conseguir deixar de acompanhar a série (nota: os livros podem ser lidos de forma aleatória. Apesar de ser uma série, a leitura pode ser feita de forma independente, em nada interfere a nossa capacidade de compreensão).  

****

Sinopse
O público escolhe. Eles morrem.
Um por Um.
Quem será o próximo?
Preciso da sua ajuda, inspetor: afogamo-lo ou queimamo-lo vivo?

O inspetor Robert Hunter, da Divisão de Assaltos e Homicídios da Polícia de Los Angeles, recebe um telefonema anónimo de alguém a dizer-lhe que vá a uma transmissão privada num endereço específico da Internet. Hunter regista-se e depara-se com um espetáculo macabro, feito apenas para os seus olhos. Mas quem telefonou não quer que ele se limite a observar; quer que ele participe. E a recusa não é opção.

ESCOLHA! Fogo ou água?

Obrigado a fazer uma escolha brutal, ele tem de assistir em direto à tortura e à morte atroz de uma vítima não identificada. A Polícia de Los Angeles e o FBI usam todos os meios ao seu dispor para localizar a origem da transmissão, mas este assassino não é um amador, e ocultou todo o seu rasto. E antes mesmo de Hunter e o seu parceiro, Garcia, terem tempo de começar a investigação, eis que o primeiro recebe um novo telefonema. Um novo endereço. Outra vítima. Mas desta vez o homicida elevou o jogo a um nível superior.

Transformou-o num programa ao vivo a que toda a gente pode assistir e onde cada um pode decidir sobre como deve a vítima morrer.

26
Jun18

Divulgação | "As Calhoun"

As Calhoun | 672 páginas | 18.91€ | HarperCollins Portugal
Podem adquiri-lo aqui

Impressões
Fiquei extremamente contente quando recebi este livro aqui em casa. Nora Roberts é uma autora que, geralmente, me cativa logo nas primeiras páginas. Por isso, agradeço imenso à HarperCollins Portugal a oportunidade que me deram de ler este livro e conhecer as diferentes histórias que se escondem nestas páginas.
Este livro é um 4 em 1, uma vez que contém todos os livros que compõem a série.
Estou bastante entusiasmada para o começar a ler. Tenho a certeza que encontrarei histórias boas, leves e divertidas para descontrair ao longo destes dias mais quentes.


****

Sinopse

Cortejando Catherine
A intenção de Trenton St. James III era comprar a mansão Towers e transformá-la num hotel. No entanto, Catherine Calhoun e as suas irmãs estavam relutantes em vender a casa da família, mesmo que a sua tia Coco tivesse concordado por causa da impossibilidade de a manter.

Um homem para Amanda
Sloan O’Riley era o arquiteto responsável pela conversão de uma parte da Towers, a mansão em que viviam as Calhoun, num hotel com spa e, desde o primeiro momento em que se conheceram, tornou-se uma pessoa insuportável para Amanda Calhoun. Contudo, enquanto a ajudava a procurar o colar de esmeraldas que a sua bisavó, Bianca Calhoun, tinha escondido na casa, Amanda descobriu que era mais amável e atraente do que pensara ao princípio.

Pelo amor de Lilah
A sensual Lilah Calhoun salvou o professor Max Quatermain de morrer afogado. Entre eles produziu-se imediatamente uma atração que ambos insistiam em negar, porque o amor não encaixava nos seus planos. Mas, então, a vida de Lilah foi ameaçada por um ladrão de joias que pretendia encontrar o colar de esmeraldas da sua bisavó...

A rendiçao de Suzanna
Suzanna Calhoun e as suas irmãs pediram ajuda ao polícia Holt Bradford para encontrar o colar de esmeraldas da sua bisavó. Além disso, sabiam que Holt era o neto do homem que Bianca sempre amara, então, talvez ele tivesse alguma informação sobre o paradeiro do colar. Holt sempre sentira uma atração especial pela inacessível Suzanna e, finalmente, teve a oportunidade de proteger a sua vida e tentar fazer com que se interessasse por ele.

13
Mai18

Divulgação | "Regresso a Casa" de Deborah Smith

Regresso a casa
Deborah Smith
Podem adquiri-lo aqui

Cruzei-me com Deborah Smith o ano passado, com o livro Doces Silêncios. Sempre me tinham falado bem desta escritora e a vontade de ler algo dela começou a crescer dentro do espaço literário existente no meu coração. 
E foi assim que me cruzei com uma história apaixonante e intensa que me foi apresentada com uma escrita simples e muito cativante.

O que esperar para este Regresso a Casa?
Para esta leitura espero uma história mais intensa que a do Doces Silêncios. Sinto isso depois de ter lido a sinopse e pressinto que é um livro mais cheio de segredos e fantasmas do passado que é preciso conhecer e espantar no presente.

Espero solidificar a minha relação com esta autora ao ponto de querer continuar a conhecer o seu trabalho.

****
Sinopse
Ursula Powell acaba de regressar à pequena cidade da Georgia onde nasceu e passou a infância ao saber da morte súbita do pai, com quem há muitos anos cortou relações. Porém, e apesar das décadas de ausência, o destino arranjou maneira de a pôr frente a frente com os fantasmas que deixou para trás, nomeadamente a estranha escultura de ferro encomendada a um desconhecido artista nova-iorquino e que toda a vida ela culpou pelos males que se abateram sobre a sua família. Mal ela sabe que essa peça vale agora uma autêntica fortuna e que o filho do escultor, Quentin Riconni, tudo fará para a readquirir.
Das paisagens acidentadas dos Apalaches aos ateliers de Brooklyn, duas pessoas que o destino se encarregou de juntar e cujo encontro mudará para sempre a vida de ambos, lançando uma nova luz sobre o passado e revelando o verdadeiro poder do amor.

Sobre a autora
Deborah Smith é uma das autoras americanas mais lidas em todo o mundo: a sua obra já vendeu mais de três milhões de exemplares. Nomeada para diversos prémios importantes, como o RITA Award da Romance Writers of America e o Best Contemporary Fiction da Romance Reviews Today, foi distinguida com o Prémio de Carreira atribuído pela Romantic Times Magazine. No catálogo da Porto Editora figuram os seus romances A Doçura da Chuva, Segredos do Passado, O Café do Amor, Milagre e Doces Silêncios que obtiveram assinalável êxito junto dos leitores portugueses.



25
Abr18

Divulgação | "Acordo com o Marquês" de Sarah MacLean



Acordo com o Marquês é uma das novidades da editora Topseller, a quem desde já agradeço o exemplar disponibilizado. 
Sou apreciadora deste género de livros e como nunca li nada da autora achei que esta poderia ser uma boa estreia. Tem um sinopse bastante cativante e a capa está muito apelativa.

Podem ler os primeiros capítulos aqui

Sinopse
Sophie Talbot é uma jovem nobre que sempre abominou a vida aristocrática. Quando encontra o cunhado a trair a irmã, humilha-o perante toda a sociedade, tornando-se alvo de chacota. A sua única hipótese é fugir, para recomeçar a vida longe daquele mundo que sempre odiou.

Ao fugir, o seu destino cruza-se com o do Marquês de Eversley, mais conhecido por Rei, um homem que tem fama de dissolver noivados e arruinar as damas da sociedade. Apesar de não se suportarem, decidem fazer um acordo. Rei arruinará a imagem de Sophie para que ela se torne inadequada para casar e, dessa forma, possa viver a vida com que sempre sonhou. Já Sophie fingirá ser noiva de Rei, para o ajudar a vingar-se do pai, com quem ele se desentendeu.

Iniciam assim uma viagem até ao castelo do pai de Rei. Só que na carruagem onde seguem há recantos apertados e tentações incontroláveis. E uma viagem que se anunciava aborrecida torna-se tudo menos isso.

Sobre a autora
Sarah MacLean nasceu em Rhode Island, na costa leste dos Estados Unidos. É autora bestseller do New York Times e do USA Today.

Desde adolescente que desejou ser romancista. O seu amor pela ficção histórica levou-a a formar-se em História da Europa no Smith College, em Massachusetts, e em Ciências da Educação, na Universidade de Harvard. Mudou-se para Nova Iorque para se dedicar à carreira na escrita, e é aí que ainda hoje vive com o seu marido, o seu cão, e a sua imensa coleção de romances.

É colunista no Washington Post. Venceu duas vezes o Prémio RITA para Melhor Romance Histórico, atribuído pela Associação Americana de Escritores de Romance, com os livros Um Marquês Irresistível e Um Duque Glorioso.



23
Mar18

Divulgação | Lançamento do livro "Do-In" de Juracy Cançado


Sobre o livro...
Os tratamentos apresentados neste livro derivam, essencialmente, das intuições e experimentações de antigos sábios e mestres da Antiga China. A sua origem mais remota é o Dao Yin, o ancestral sistema de autocura e aprimoramento pessoal que serviu de fundamento para a edificação de todo o universo das artes terapêuticas chinesas. A notável combinação de simplicidade e eficácia permitiu que o Do-In logo se popularizasse, tornando-se uma rotina diária para a prevenção e o tratamento de problemas de saúde acessível às pessoas comuns. Voltada para os cuidados pessoais e a autocura com o concurso das próprias mãos, a prática do Do-In inseriu-se nos costumes familiares, congregando adultos, idosos e crianças num saudável ritual cotidiano, revelandose não apenas de grande utilidade, mas, por vezes, insuperável nas suas possibilidades de automassagens para a prevenção, e técnicas para correção de disfunções. As práticas apresentadas neste livro estão organizadas em seis partes: 
Autotratamentos – seleção de sintomas com sugestões de pontos e técnicas de tratamento; 
Pontos combinados – fórmulas especiais com a aplicação simultânea de pontos; 
Primeiros socorros nas emergências – abordagem sintomática com a participação de outra pessoa; 
Exercícios complementares – manobras e procedimentos auxiliares para a suplementação dos tratamentos; 
Áreas reflexas dos pés – massagem nas zonas de correspondências da planta dos pés; 
Práticas de prevenção e aprimoramento pessoal – automassagens nos meridianos para a prevenção de enfermidades e o autodesenvolvimento

O mecanismo de ação das práticas chinesas envolve sempre o desbloqueio no trânsito da rede de meridianos, por meio da intervenção nos seus pontos reguladores. É o livre fluxo do QI que permite a correção do distúrbio que ocasiona o mal-estar. Aplicada ao autotratamento ou estendida a outra pessoa, a estimulação digital de pontos-chave mostra-se percetivelmente útil para lidar com toda uma gama de distúrbios e disfunções, particularmente nas crises e noutras condições agudas. Como primeiros socorros nas emergências, em certos casos a intervenção manual chega a ser mais imediata do que a das agulhas da acupunctura! Quando envolvem dores em geral, os resultados costumam ser imediatos e o número de pontos exigido é mínimo – muitas vezes um único ponto pode ser suficiente. Todos os tratamentos constantes deste livro apresentam os pontos sugeridos ilustrados por diagramas da sua localização no corpo.

Cada vez mais as pessoas têm interesse nas terapias não convencionais. Este livro parece ser um excelente ponto de partida para descobrir outras formas de olharmos para o nosso corpo e de conhecer formas de encontrar o equilíbrio. 

Para quem tem oportunidade e interesse, podem assistir à apresentação do livro no próximo dia 26 de Março, às 19:00 horas na FNAC Colombo.

Aproveitem esta oportunidade de conhecer o autor e saber mais sobre o que guardam estas páginas.
15
Jan18

Divulgação | "Anita Garibaldi" de Thales Guaracy





















Anita Garibaldi é a nova aposta da editora Castor de Papel/4 Estações.
É um livro que nos retrata um história real de uma revolucionária que teve uma vida cheia de entusiasmos, coragem, rebeldia. 
Eu tenho um gosto particular por livros que nos apresentam personagens que outrora foram reais, que existiram. Para mim é sempre apaixonante descobrir mulheres cheias de garra e coragem, que desafiaram os possíveis e os impossíveis. Parece-me que Anita era uma dessas mulheres extraordinárias que desafiam tudo e todos aqueles que se lhe atravessem pelo caminho.

Quem está curioso/a para conhecer melhor esta mulher? 




03
Nov17

Divulgação | "Os meus poemas não rimam" de Ana Beatriz Cruz

Os Meus Poemas Não Rimam
Os meus poemas não rimam
Ana Beatriz Cruz
Chiado Editora | 108 páginas | 11.00€

Sobre o livro
“Os meus poemas não rimam” é um livro intimista que retrata vários estados de alma da autora e um pouco de todos nós.
Sentimentos e emoções fortes é o que se pode esperar de um livro onde a poesia não tem regra, onde os poemas não rimam.

“Se o tempo parasse,
eu pedia-lhe que parasse agora.
Agora que tenho tudo,
agora que és tudo,
que somos tudo.”

*****

Ler poesia é uma "viagem" diferente que exige um pouco mais da nossa sensibilidade. É fácil ler poesia, o mais difícil é conseguir ir mais além, mergulhar nas profundezas de sentimentos, emoções, estados de espírito... Um sem fim de possibilidades interpretativas.
Vamos ver como corre esta leitura.
21
Out17

Divulgação | "Todos os caminhos" de Clara Pinto Correia


Todos os caminhos 
Clara Pinto Correia
4 Estações | 300 páginas | 15.21€

Sinopse
Estar sozinha na Califórnia podia ser uma tortura ou uma aventura, e eu sabia perfeitamente que isso só dependia de mim. Não era propriamente a Améria que podia apanhar-me de surpresa depois de lá ter vivido durante tantos anos que chegaram ao ponto de me darem marido e filhos. E muito menos os Americanos, que ainda por cima desta vez eram os mesmos que acabavam de reinstalar o Obama na Casa Branca, sendo que ainda por cima eu, agora, rumando como rumava ao Big Sur, estava perfeitamente consciente de que ia viver num dos sítios mais bonitos do Mundo, procurado incessamente como inspiração por comunidades de artistas que descobriram o sítio nas páginas magistrais e certeiras de Steinbeck, e deixaram na sua senda discípulos tão impressionantes como o Miller e o Kérouac. De qualquer maneira, metia-se pelo meio como autêntica novidade o efeito ambíguo de estar a ver Portugal de longe, e de assim em perspetiva eu começar a seguir a sequência de parvoíces que nos tinham deixado na penúria como se estivesse numa sala de cinema. Na dúvida, não me pus a extrapolar conclusões com ninguém. Nem comigo própria.

Este livro parece ser interessante no sentido em que nos dá a perspetiva de uma portuguesa emigrada na Califórnia.
Não sei o que estas páginas guardam, porém parece-me um livro interessante, com uma premissa capaz de interessar a pessoas portuguesas que estão, ou já estiveram, noutros países.
Espero que apostem nesta autora portuguesa e que gostem do seu livro.

Quem estiver por perto da Fnac Chiado pode ainda participar no lançamento desta obra que decorrerá no próximo dia 24 de Outubro pelas 19 horas.





07
Out17

Divulgação | "Amor às claras" de Laura Kaye

Amor às claras
Laura Kaye
O castor de papel | 192 páginas | 13.40€

Sinopse
Assombrado por uma tragédia na infância e pela perda da família, ele nunca pensou a vir encontrar o amor que partilha agora com Makenna. Mas quanto mais se enamora, mais receia o caos que certamente ocorrerá se também a perder. Quando o encontro com a família dela não corre bem, Caden coloca a si mesmo a questão de Makenna merecer alguém melhor, mais forte e pura e simplesmente mais…normal.

Este é o segundo livro da série Hearts in Darkness. Assim que terminei o primeiro fiquei muito curiosa por saber como é que Makenna e Caden se iriam entender no futuro. 
Apesar das escassas páginas do primeiro livro, a autora, com a sua mestria, construiu uma narrativa envolvente e cativante. Fiquei presa a estes dois e estou muito curiosa por partir para a leitura deste livro. 
Vamos ver se a autora consegue cativar-me tal como aconteceu com o primeiro livro.
Desse lado, existe alguém com a mesma curiosidade do que eu?


04
Out17

Divulgação | "A síndrome de Peter Pan" de Eliana G. Pyhn


A síndrome de Peter Pan
Eliana G. Pyhn

Sinopse
O relacionamento apresentado neste livro mostra uma realidade que inúmeras mulheres enfrentam na vida quotidiana, tanto real como virtual, ao encontrarem parceiros portadores da Síndrome de Peter Pan. A história mostra as dificuldades vividas pelo homem Peter Pan e, também, pelas pessoas que se relacionam com ele. No desenrolar da trama, verá que este comportamento é muito mais comum do que se imagina, e provavelmente identificará alguém do seu convívio que possui o perfil do homem Peter Pan.
Se este comportamento trás sofrimento as pessoas diretamente envolvidas, muito maior é o dano quando estas atitudes se multiplicam e passam a dominar o comportamento de uma sociedade. E é, precisamente o que vivemos hoje, uma sociedade carente de adultos, de referências maduras e de verdadeiros líderes, mas, saturada de comportamento adolescente. Uma sociedade de Peter Pans vive à margem do mundo real, caminhando sem rumo e sem propósito, resultando na estagnação de toda uma geração.


Este livro parece trazer-nos uma temática bastante pertinente. Abordar a questão do online nas relações amorosas é algo extremamente atual e que se poderá ser importante para que as pessoas fiquem a conhecer melhor as situações que se podem gerar a partir daqui.

Espero encontrar um livro descontraído, com algum toque de psicologia pelo meio. 

Caso tenham interesse, o lançamento do livro será dia 12 de outubro, pelas 19 horas, na Livraria Bertrand Chiado.



03
Out17

Divulgação | "Manual de um homicídio" de Gonçalo JN Dias


Manual de um homicídio
Gonçalo JN Dias

Sinopse
Marina, uma mulher de 38 anos com um relacionamento desgastado, apaixona-se por um colega de trabalho, casado e com um filho. Os dois têm uma relação tórrida. Um deles comete um assassinato. 
Oscar, um polícia de homicídios, é encarregue do caso. É um homem dedicado ao seu trabalho e à sua família, que goza e brinca com as típicas series policiais norte-americanas

Ficaram interessados(as) em conhecer este livro?
O autor tem boas notícias para vocês...

Até dia 5 de novembro podem tentar a vossa sorte através de um giveaway no Goodreads

Porém as surpresas não ficam por aqui. Entre os dias 12 e 16 de outubro, o livro estará disponível de forma gratuita, em qualquer formato digital, tanto na Amazon como no blog do autor.

Não percam a oportunidade de conhecer mais um autor português.
21
Ago17

Divulgação | "Corações em silêncio" de Laura Kaye


Corações na escuridão é um livro publicado pela editora O Castor de Papel. O título e a capa sugerem-me algo sombrio, o que me deixou com uma enorme curiosidade para ler. 
Com o livro vinha um pequeno marcador a Insónia (outro livro que me parece interessante dado o título sugestivo). Aqui fica o meu agradecimento à editora por ter disponibilizado este exemplar e por oferecer um marcador muito bonito para a minha coleção.
fazer referência ao livro

Sinopse do livro:
Dois estranhos...
Makenna James acha que o seu dia não pode ficar pior até que no edifício do seu escritório corre para apanhar o elevador. Enquanto se distrai para atender uma chamada o elevador pára e fica às escuras. Makenna encontra-se assim na companhia de um estranho do qual apenas vislumbrou a tatuagem de um dragão numa das suas mãos antes das luzes se apagarem.

Quatro horas...
Caden Grayson diverte-se com esta linda ruiva tão atrapalhada com a sua mala e o telemóvel. Mas logo a diversão acaba quando o elevador se imobiliza e ele, apesar dos seus piercings, tatuagens e cicatrizes, entra em pânico. Agora está preso dentro do seu pior pesadelo… durante quatro horas. Somente abrindo-se com Makenna é que Caden poderá vencer os seus demónios, da mesma foram que Makenna consegue ultrapassar o seu terror do desconhecido. Aos poucos e apesar da escuridão, ambos acabam por descobrir o muito que têm em comum. Na escuridão a atração e o desejo crescem e os dois não resistem a envolver-se com paixão. Mas, perguntam-se, irão sentir o mesmo quando as luzes voltarem? E quando forem salvos do elevador que os aprisiona o que farão?

É um livro bastante pequenino e que irei começar a ler em breve. Espero que seja uma leitura interessante.
Conhecem o livro?