Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por detrás das palavras

Opinião | Alexander (O Cavaleiro de Bronze #2.5)


Alexander (The Bronze Horseman #2.5 )



Autora: Paullina Simons
Ano: 2014
Número de páginas: 224 páginas
Classificação: 5 Estrelas
Sinopse: Aqui

Opinião
Muitas foram as histórias de amor que me passaram pelas mãos através das páginas dos livros, mas nenhuma me tocou tanto como a de Tatiana e Alexander. É tudo tão intenso, tão profundo, tão complexo que é difícil não nos sentirmos invadidos por sentimentos tão diferentes que quase nos asfixiam os sentidos. No fim da leitura deste livro senti um vazio terrível, porque tive de me despedir das personagens e de um cenário marcante.

É óbvio que esta parte fazia todo o sentido estar encaixada no livro anteriormente publicado. Há uma quebra narrativa entre os dois que não favorece a leitura. Porém, os sentimentos a ela associados não se perdem.

É muito complicado falar o que quer seja acerca deste livro sem entrar em spoilers. No fundo, é o culminar de um conjunto de situações que vamos acompanhando no segundo livro e que acompanham o momento histórico do final da Segunda Guerra Mundial.

O final da Segunda Guerra Mundial foi um período muito conturbado e onde uma paz frágil pairava sobre o mundo... Muitos desafios, muitos ódios de estimação continuavam acessos entre os países, mas Tatiana e Alexander conseguiram ter a garra suficiente para viver para além de tudo aquilo que era mau e ainda pairava em redor deles.

Achei interessante, embora que de forma ligeira, a descrição dos terrores da Guerra que preenchiam o mundo de Alexander. Penso que este aspeto esteja mais aprofundando no terceiro volume que não será publicado em Portugal (mas que eu pretendo ler em Espanhol) é muito interessante verificar as cicatrizes psicológicas que cenários de extrema violência deixam naqueles que por eles passam. E tendo em conta a complexidade da personalidade de Alexander, o resultado deverá ser bastante interessante em termos de análise.

É uma história que vai deixar saudades... Mexe com os nossos sentimentos ao ponto de não sabermos muito bem como explicar o impacto que a leitura destes livros tem sobre nós próprios. A autora, recorrendo a uma mestria impressionante, articula descrições sobre diversas cidades, aborda elementos históricos e ainda consegue encaixar uma história de amor bela, intensa e inesquecível.
Está é uma série que nunca vou deixar sair da minha vida. Serão livros que levarei comigo, porque sei que quero reler partes ou na sua totalidade. 

Opinião | Tatiana (O Cavaleiro de Bronze #2)


Tatiana  (The Bronze Horseman, #2)


Autora: Paullina Simons
Ano: 2014
Número de páginas: 584 páginas
Classificação: 5 Estrelas
Sinopse: Aqui

Opinião
Tatiana e Alexander será um daqueles casais literários para quem olharei com um carinho especial. Eles carregam uma aura mística e especial à qual eu não consigo ficar indiferente.

Este livro permite-nos conhecer melhor os dois, como duas entidades individuais, ao mesmo tempo que os seus corações estão unidos pelo traço invisível do amor.

Para mim foi complicado acompanhar o livro sem sentir um grande aperto no coração. 
A Guerra transforma os homens, as mulheres, as vidas... Destrói tudo, enquanto passa mais ou menos silenciosa pela vida das pessoas, quebra as linhas frágeis de uma esperança que está guardada dentro de cada um. 

Tatiana e Alexander têm de reaprender a viver de acordo com as suas novas condições de vida. Cada um deles carrega as suas mágoas e tristezas de uma maneira muito própria, mas o amor que nutrem um pelo outro, e que os une de uma forma transcendente, é o mesmo. E é esse amor que lhes permite avançar nas linhas de um destino incerto.
Doeu ler sobre as circunstâncias de vida dos dois. Porém, Alexander é aquele que mais desafio teve pela frente. É emocionalmente intenso ler sobre tudo aquilo que ele enfrenta. É duro assistir às suas lutas, às suas privações, às suas saudades de Tatiana que preenchem cada bocadinho da sua existência. Foi uma leitura que me angustiou.
Apesar de todos os desafios e contrariedades, cada um à sua maneira, mantém a fé e a esperança num reencontro. Para mim é admirável e tem um significado muito forte. Ao olhar para eles sinto que eu própria deveria ter mais fé e esperança nas coisas. No fundo, eles são inspiradores e mostram que não se deve baixar os braços perante as adversidades.

A forma como este livro termina é horrível. Não faz muito sentido quebrarem a narrativa assim, E, desta forma, fazem-me partir com um enorme interesse, para a leitura do final desta história de amor .

Este é daqueles livros que devoramos cada página com uma enorme vontade de saber o que se segue. Tudo nele é aprendizagem, emoção, amor, esperança... 

Opinião | "O grande amor da minha vida" de Paullina Simons (O Cavaleiro de Bronze #1)


O Grande Amor da Minha Vida (O Cavaleiro de Bronze, #1)

O grande amor da minha vida é um livro que nos transporta para o mundo gélido da Rússia. Para um mundo marcado pela guerra e onde um amor tenta sobreviver ao contexto agreste que se instala. 
Com este livro acompanhamos a vida de Tatiana, a sua família, Alexander, Dimitri e muitos outros que vão oferecendo ao livro emoções, sentimentos, acontecimentos, realismo...
Facilmente nos sentimos a caminhar, pesadamente, sobre a neve com Tatiana pelas ruas de Leninegrado em busca de um pedaço de pão para matar a fome. Através dos olhos dela conseguimos ver os sofrimento e sentir o vento gélido que cobre todos os copos sem vida que vão habitando as ruas. Em Leninegrado, sentimos o barulho ensurdecedor de bombas que não poupam ninguém, que atravessa os céus em busca dos seus alvos. Em Lugo, sofremos as angústias, os medos e o terror que assombra Tatiana, ao mesmo tempo que saboreamos a esperança na sobrevivência. E, em Lazarevo, somos brindados pela Primavera, pela brisa suave que nos beija, pela frescura do rio Kama... A Primavera traz uma felicidade passageira que a guerra é incapaz de a deixar permanecer eterna.
 
É-me difícil encontrar palavras que sejam suficientemente boas para transmitir aquilo que senti com esta leitura. Foi emoção do princípio ao fim do livro! Uma leitura viciante, envolvente, que me absorvia todos as gotas da minha atenção. Não é fácil ler sobre a fome e as agruras de uma guerra, mas é fácil nos deixarmos envolver pela singularidade de gestos de amor e protecção com que Alexander vai oferecendo a Tatiana. O livro é mais do que uma banal história de amor em temos de guerra... Leva-nos a algo mais profundo. Daí, e concordando com outras opiniões que já li, o título em português não fazer de todo sentido. Acho que o título O Cavaleiro de Bronze faz mas sentido devido ao simbolismo que um livro de um autor russo, com esse mesmo título, que acompanha a história de Tatiana e Alexander. 
 
Gostei muito de acompanhar a evolução da Tatiana. Ela cresce com tudo aquilo que vai vivendo. Por vezes, irritava-me com a bondade dela, mas no fundo percebi porque o fazia. Acho que ela sempre soube que, apesar da sua fragilidade física, tinha uma personalidade forte e era capaz de enfrentar muitas coisas mais duras, as situações mais agrestes...É corajosa, forte, determinada... Luta até ao final das suas forças, incapaz de deixar para traz aqueles que habitam as zonas mais profundas do seu coração. 
 
Alexander é um homem complexo e reservado. Guarda os seus segredos e as suas angústias. O seu coração é repleto de bondade e facilmente se deixa encantar pelos modos ingénuos de Tatiana e pela sua inteligência. Ela será o seu pilar de confiança. Fazem tudo um pelo outro, fazem tudo o que conseguem para se manterem vivos.
 
De todas as outras personagens secundárias destaco Dasha, a irmã de Tatiana. Acho que ela fechou os olhos aquilo que se ia passando por gostar muito da irmã. Ela foi uma das protagonista de uma das melhores passagens o livro. De uma passagem que emocionou bastante e que retrata muito bem a relação entre as irmãs. 
 
É um livro que merece ser lido e saboreado de forma lenta para que consigamos absorver todas as mensagens que nos oferece. Este livro mudou a minha visão acerca do comunismo russo. Lembro-me de na altura em que abordei este tema na escola ter ficado com uma boa impressão dos princípios do comunismo (penso que a professora romanceou um pouco aquilo que se passava na Rússia de Estaline e de Lenine). Porém, este comunismo era, igualmente, uma forma de ditadura que limitava a liberdade das pessoas. 
 
E desse lado, o que é que este livro vos despertou? Para mim, é um dos livros da minha vida que me marcou significativamente.
 
Deixem-se invadir pela palavras!
Boas leituras.

Mais sobre mim

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Reading Challenge

2023 Reading Challenge

2023 Reading Challenge
Silvana (Por detrás das Palavras) has read 0 books toward her goal of 30 books.
hide

Palavra do momento

Por detrás das Palavras

O Clube Mefisto

goodreads.com

Mais visitados

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub