Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por detrás das palavras

Por detrás das palavras

22
Mai20

Alma Lusitana

Alma Lusitana.jpg

🌞 Porto: Um autor que nunca tenhas lido, mas que está na tua lista
Nuno Amado. Tenho na estante o livro "À espera de Moby Dick" e tenho alguma curiosidade para ler este livro.

🌞 Aveiro: Um livro para morar
"O Ano da Dançarina" de Carla M. Soares. É um livro que retrata uma realidade algo semelhante à que vivemos atualmente. Gostava de viver ali uns tempos e conhecer aquelas personagens e viver num tempo fora do meu.

🌞 Coimbra: Um livro do teu autor favorito
Acho que ainda não li livros suficientes de um escritor nacional para o ter como um dos meus escritores favoritos. De entre as minhas leituras, a escritora que eu destaco é a Célia Loureiro. O último livro dela, "Os pássaros", mostra que a escrita dela está cada vez melhor. 

🌞 Leiria: Um livro para reler
"Ensaio sobre a cegueira" de José Saramago. Li-o o ano passado e fiquei com a sensação de que não consegui absorver a imensidão daquele livro. Acho que é daqueles livros que nos oferece algo novo sempre que decidimos lê-lo novamente.

🌞 Ericeira: Um livro que te transporta para uma zona do país que gostas
"A sombra de um passado" de Carina Rosa. Parte da ação do livro passa-se no Porto. Eu adoro o Porto. Não me importava nada de lá viver.

🌞 Guimarães: Um livro que deveria ter uma adaptação cinematográfica
"Perguntem a Sarah Gross" de João Pinto Coelho é dos melhores livros de escritor nacional que eu já li. Adorei o livro e a forma como a narrativa se desenvolveu. Acho que daria um excelente filme. 

🌞 Sintra: Um livro de poesia
Já há muito tempo que não leio um livro de poesia. O último que li foi "Os meus poemas não rimam" de Ana Beatriz Cruz.

🌞 Bragança: O primeiro autor que leste
Sophia de Mello Breyner Andresen. "A fada Oriana", "A menina o mar" e "O cavaleiro da Dinamarca" são livros que marcaram a minha infância. Histórias que jamais irei esquecer.

🌞 Gaia: Um livro infanto-juvenil
Aos 13 anos vivi a minha primeira experiência de leitura compulsiva. No meu aniversário ofereceram-me o livro "A lua de Joana" de Maria Teresa Maia Gonzalez e li-o o mais depressa que a minha vida de 13 anos me permitiu. Foi o livro que protagonizou a minha primeira maratona literária noturna. Lembro-me de faltar pouco para terminar o livro e de não me conseguir deitar sem o ler todo. Reli o livro imensas vezes. 

🌞 Lisboa: Um livro que mencione outras expressões artísticas
"O escultor" de Carina Rosa. É um livro que tem algumas referências ao mundo da escultura.

🌞 Braga: Um livro passado na tua estação favorita
Tive dificuldade em escolher um livro para esta categoria. Não me recordava de nenhum livro que se passasse exclusivamente no outono ou na primavera. Por isso, decidi escolher um livro cuja a ação decorre em diferentes estações (perdoem-me a aldrabice). O livro é "Inês" de Maria João Fialho Gouveia.

🌞 Óbidos: O livro com a capa mais bonita
"Uma mulher respeitável" de Célia Loureiro. Um capa lindíssima!

23
Abr20

Dia 23 | Nosso diário em quarentena

TAG | Fado Literário

Sem Título.jpgHoje é dia de responder a uma tag. Há muito tempo que não respondo a uma!
De entre as várias que tenho para responder acabei por escolher uma que foi criada pela Raquel do blog/canal So Happy With Less, a tag Fado Literário.

1 - Foi Deus de Amália Rodrigues - Foi Deus, que deu luz aos olhos
Um livro que te mostrou um novo género literário

6018056.jpg
"Felizmente há luar!" foi o primeiro livro de texto dramático que li. Lembro-me que não foi uma leitura pacífica.  Desde este livro apenas li mais um dentro deste género "Romeu e Julieta". 

2 - No teu poema de Carlos do Carmo - No teu poema existe a dor calada lá no fundo
Um livro que retrata algo que não deve ser esquecido

6304288.jpg

"Mil Sóis Resplandecentes" retrata a dura realidade das mulheres afegãs. Nunca nos devemos esquecer do sofrimento das mulheres que vivem em países onde a voz delas não é ouvida. Um luta que deverá continuar até que estas mulheres ganhem o respeito que merecem.

3 - Desfado de Ana Moura - E o meu fado é nem ter fado nenhum
Um Livro descontraído que agrada a todos os estilos de leitores

21525512.jpgEsta é uma categoria complicada. Acho que não existe um livro capaz de agradar a todos os tipos de leitores. Tendo que escolher um indico o livro "Uma Noite no Expresso do Oriente". É um livro descontraído e que nos leva por uma bonita viagem de comboio até Veneza.

4 - Saia Rodada de Carminho - Os olhos rasos de saudade em mim
Um livro que te deixou com saudades das personagens/da história

 

34731394._SY475_.jpgPara não dizer sempre os mesmos livros (geralmente, neste tipo de categorias aponto sempre para algum livro da Lesley Pearse ou "O Grande Amor da Minha vida"), escolho para esta categoria uma das minhas melhores leituras do ano passado "O Ano da Dançarina". Nicolau, Cecília, Bernarda... Ficarão sempre na memória. 

5 - Depois que um beijo me deste de Camané - Todos os outros esqueceste
Um livro que quando leste deixou-te tão envolvido na história que te fez esquecer os outros.

3321244.jpg"Os Últimos Dias dos Romanov" criou em mim um obsessão por saber mais sobre a história dos Romanov. Andei semanas a ler e a pesquisar sobre esta família e os seus últimos dias.

6 - Canção do Mar de Dulce Pontes - Vem saber se o mar terá razão
Um livro que gostavas que alguém lesse para te dar razão.

31440635._SX318_.jpg

"Sorrisos Quebrados" tem uma pontuação de 4.18 no Goodreads e eu dei-lhe uma estrela. A escrita e a história carecem de maturidade, de fuga aos clichés e de evitar o uso de frases de auto-ajuda que oferecem ao livro um tom algo artificial. Gostava de encontrar alguém que conseguisse ter uma opinião semelhante à minha para que pudéssemos discutir o que correu mal com este livro. 

7 - Fado dos Olhos de Kátia Guerreiro - Eu quis cantar o olhar que me encantou
Um livro com uma personagem que te encantou

30290686._SY475_.jpg

"Viver depois de ti" tem duas personagens inesquecíveis para mim. É impossível resistir ao otimismo da Lou, assim como é impossível não sucumbir ao humor negro e inteligente de Will.

8 - Ó Gente da Minha Terra de Marisa - Agora é que eu percebi
Um livro que te fez dar importância à literatura portuguesa
Qualquer um dos livros que li na minha infância. As minhas leituras de infância ficaram marcadas pelas obras "A Fada Oriana", "A Menina do Mar", "A Lua de Joana"... Foram muitos os livros de escritores lusos que acompanharam o meu crescimento, por isso desde cedo que dei importância à literatura portuguesa. 

25
Nov19

TAG | Livros Portugueses

TAG --- Livros Portugueses.jpg

Estava na altura de publicar uma nova TAG, agora no novo espaço. Esta TAG foi criada pela Maria que tem uma conta no instagram. 

1. Um livro de um autor português nas tuas estantes
Tenho vários livros de autores portugueses nas estantes o que aumenta a dificuldade em escolher apenas um para aqui colocar. Vou escolher aquele que me marca uma época muito importante na minha vida enquanto leitora e o meu percurso enquanto bloguer. 
O livro é "Inverso" de Liliana Lavado. Esta foi a escritora com quem me estreei nas leituras beta, por isso olho para os livros dela com algum carinho. Este é o único da autora que tenho na minha estante. Tenho curiosidade em reler os livros todos dela, uma vez que apenas li a versão beta.

Inverso

2. Um livro de um autor português que te surpreendeu
Os livro podem surpreender-nos pela negativa ou pela positiva. Como não há uma indicação precisa eu vou eleger um livro que me surpreendeu pela positiva e outro que me surpreendeu pela negativa. 
Pela positiva destaco o livro "O Funeral da Nossa Mãe" de Célia Loureiro. Um livro forte e emocionalmente bem trabalhado. É um livro carregado de diálogos intensos e emocionantes, com passagens extremamente bem escritas e descritas e com a capacidade fenomenal de nos transportar para os locais. 

O Funeral da Nossa Mãe

Pela negativa escolho o livro "Sorrisos quebrados" de Sofia Silva. Ia com expetativas elevadas. Havia imensas opiniões positivas relativamente a este livro. Aquilo que encontrei estava longe daquilo que esperava. Um livro cheio de lugares comuns, com cenas improváveis e com diálogos artificiais (pareciam frases retiradas de livros de auto-ajuda). 

Sorrisos Quebrados (Quebrados)

3. Um livro que recomendariam a alguém
Mais uma categoria onde poderia encaixar uns quantos livros. Vou escolher uma das melhores leituras que fiz em 2019. "O Ano da Dançarina" de Carla M. Soares é um livro maravilhosamente bem escrito, historicamente bem contextualizado e com um enredo muito interessante.

O Ano da Dançarina

4. Um livro que esteja traduzido em português e que adores
Aqui coloco os dois livros de Khaled Hosseini que já li. Cada um deles traz uma história muito forte e com fortes marcas culturais. Através destes livros acedi a aspetos complexos da natureza humana e acontecimentos que me marcaram e me fizeram chorar. "Mil sóis resplandecentes" mostra a força das mulheres e o quão desprezadas podem ser. Porém, não há nada que destrua a lealdade e a humanidade dos bons corações. "O Menino de Cabul" mostra a verdadeira amizade e tudo aquilo que ela implica. São livro magistrais e com histórias que jamais esquecerei.

                                                                         Mil Sóis Resplandecentes
O Menino de Cabul

5. Um estilo que gostavas de ver com mais frequência em português
Eu gostaria de ver mais policiais/thrillers e de suspense. Não é um género muito explorado pelos autores nacionais. É um género difícil e complexo e que gostava que mais escritores portugueses se arriscassem pelo mundo do crime.

30
Out19

TAG | The Fall Bucket List Book Tag




Hoje quero partilhar com vocês as minhas respostas a uma TAG que vi no blog da Daniela, "A Estante da Daniela".
A TAG foi criada pela Tiffany, uma blogger literária que vive nos EUA e adora o outono.

Ficam aqui as minhas respostas...

Deixa-me Odiar-te



"Deixa-me odiar-te" de Anna Premoli é um livro com uma história muito divertida. Apesar do seu tom previsível eu diverti-me imenso a lê-lo. Um dos livros que mais me fez rir e foi  uma leitura muito boa do meu verão. 

Raparigas Como Nós






"Raparigas como nós" de Helena Magalhães é um livro que está a apaixonar a comunidade literária portuguesa. Tenho-me cruzado como imensas publicações e opiniões a este livro. Eu ainda não o li.E, se por um lado tenho imensa curiosidade em ler e descobrir esta história, por outro lado tenho receio que ele não preencha todos os meus requisitos de uma boa leitura.






A Minha Avó Pede Desculpa




"A minha avó pede desculpa" de Fredrik Backman foi um livro que não me conquistou, mas onde encontrei boas amizades e com apontamentos divertidos. 








Verão em Edenbrooke (Edenbrooke, #1)


"Verão em Edenbrooke" de Julianne Donaldson é romance muito querido. É um livro que mostra que uma bonita história de amor pode ser desenvolvida de uma forma simples, cheia de sentimento e sem necessidade de recorrer a cenas eróticas. Eu fiquei encantada com esta história e pela qual guardo um grande carinho.


11
Set19

Tag | Romances de época


Tomei conhecimento desta TAG através de uma publicação Sandra do blog/canal Mil estrelas no colo no instagram. Tal como a Sandra também sou fã de romances de época. Podem ver a TAG original aqui

1) “Ai, meus sais” – Um romance de época que te deixou agoniada.
Rebeldes
Abba Godbersen
The Luxe (Luxe, #1)

Esta leitura deixou-me agoniada porque foi extremamente aborrecida. Cheguei a uma altura em já só queria virar a última página para dar a leitura como terminada. É o primeiro livro de uma série, mas como não gostei não dei continuidade.

2) Espartilho – Uma protagonista que se sente presa às regras da sociedade em que vive.
Foi difícil encontrar uma protagonista para esta categoria, mas depois de alguma pesquisa pelas minhas opiniões lembrei-me da Lily do livro Uma noite de amor de Mary Balogh. De forma a conquistar o homem que ama ela tem de se ajustar a um conjunto de regras socais que eram desconhecidas para ela.

Uma Noite de Amor (Bedwyn Prequels #1)

Não foi um livro muito marcante. Aquilo que me ficou na memória foi o de uma leitura agradável sem grande sobressaltos emocionais.

3) Musselina – Um romance de época bastante leve.
Verão em Edenbrooke de Julianne Donaldson é um livro amoroso. É um livro que privilegia a amizade e o nascimento de um amor inocente. Para além disso, é preenchido por alguns momentos humorísticos que tornam a leitura muito agradável. Contrariamente a muitos livros deste género, este não tem cenas eróticas. Adorei este livro.
Verão em Edenbrooke (Edenbrooke, #1)


4) Varão – Um mocinho imponente.
Geralmente, os homens deste género literário são capazes de encher uma sala só com a sua presença e autoconfiança. Eu gosto muito de personagens inteligentes e acho que isso lhes dá um toque de especial imponência. Por isso, para esta categoria escolho o Simon do livro Crónica de Paixões e Caprichos de Julia Quinn. 
Crónica de Paixões e Caprichos  (Bridgertons, #1)

5) Fazer a corte – Um romance de época apaixonante.
Poderia colocar aqui alguns dos romances de época que me têm apaixonado ao longo dos anos. Mas para isto não ficar demasiado extenso escolho apenas um, Dias de Ouro de Jude Deveraux.

Dias de Ouro (Edilean, #2)

Neste livro tudo funciona. Personagens, cenário, acontecimentos... Foi uma leitura compulsiva e apaixonante. 

6) Baile – Um romance de época com um bom ritmo de leitura.
Para esta categoria escolho o livro que me fez apaixonar por uma escritora. Depois dele, todos os livros da autora passaram a ser obrigatórios para mim. Nunca me esqueças de Lesley Pearse fez-me voar pela história. Intenso, com uma personagem feminina muito forte... Um livro que foi devorado em poucos dias.
Nunca Me Esqueças

7) Chapéu – Uma história que você leva na memória.
Muitas vezes, as histórias ficam-me na memória devido às personagens. Há uma personagens dos livros da Julia Quinn com a qual, em termos de personalidade, me identifiquei muito. Essa personagem é a Francesca, por esta razão, A Bela e o Vilão ficou-me na memória e no coração.
A Bela e o Vilão (Bridgertons, #6)

8) Escapulidas nos jardins – Um romance de época cujo casal acaba violando as regras da sociedade.
Quando li esta categoria lembrei-me de um livro bastante ousado. O livro em questão é Tabu de Jess Michaels.
Tabu (Albright Sisters, #2.5)
É um livro em que o casal tem uns comportamento muito ousados. 

9) Chá da tarde – Uma autora britânica.
Emily Brontë - Esta é a autora de um dos livros que marcou a minha vida enquanto leitora. O Monte dos Vendavais é intenso e com uma história de amor doentia e intrigante. É um clássico que se lê muito bem e com uma leitura que cativa. 

10) Cinta liga – Um romance de época bastante sensual.
Um dos primeiros romances de época que li tinha imensas cenas de grande erotismo e sensualidade. O livro em causa é A Sedução de Nicole Jordon. 
A Sedução
11) Cartão de dança – Um romance de época que esteja na sua lista de leituras.
Existem vários romances de época que gostaria de ler. Um que já está na lista é Duas irmãs, um Duque de Eloisa James.
Duas Irmãs, Um Duque (Fairy Tales, #3)
01
Jul19

TAG | 50%


Sempre que chego a esta altura do ano gosto de fazer o balanço das minhas leituras. 
Até ao momento li 19 livros, menos 7 do que o ano passado. A nível de leituras não está a ser um ano muito produtivo. Terei de ler bastante neste segundo semestre do ano para tentar cumprir com o desafio do Goodreads.

1. Melhor livro que li até agora
Até ao momento atribui 5 estrelas a 5 livros. Todos eles foram leituras fantásticas e de géneros diversos. Porém, vou ter que referir aqui aquele que me fez sentir vontade de ler. Andava numa fase de leituras muito complicada e assim que peguei no livro Uma verdade simples de Jodi Picoult foi como se algo dentro de mim se desbloqueasse. 
Uma Verdade Simples

2. Melhor continuação que li até agora
Este ano já terminei de ler os livros da série Bridgertons de Julia Quinn e, graças à Daniela, li mais um livro da série Rizzoli e Isles.  Li outros livros que integram séries, mas não me marcaram tanto como os destas duas. Apesar de gostar muito dos livros da Julia Quinn, foi o livro Desaparecidas de Tess Gerritsen que mais gostei de ler até agora.


3. Lançamento do primeiro semestre que ainda não li, mas quero muito
O livro Raparigas como nós de Helena Coelho tem recolhido opiniões muito positivas por parte dos leitores. Apesar de ter sempre muitas reservas relativamente a livros muito comentados, este tem qualquer coisa que me atrai. Estou muito curiosa para descobrir que história está presa nestas páginas. 
Raparigas Como Nós


4. Mais aguardado do segundo semestre
Este ano ainda não sei muito bem o que será publicado nesta segunda metade do ano, por isso não tenho nenhum livro para esta categoria.

5. Me decepcionou esse ano
O livro que mais me dececionou até ao momento foi A minha avó pede desculpa de Fredrik Backman. 
Ia cheia de expetativas quando comecei a ler este livro e talvez por isso tenha ficado tão triste com ele. Estava à espera de uma história mais emocionante e que me tocasse o coração, mas tal não aconteceu.
A Minha Avó Pede Desculpa

Infelizmente tenho de acrescentar aqui outro livro, Os Loucos da Rua Mazur de João Pinto Coelho. Queria tanto ter amado este livro. Depois de ler Perguntem a Sarah Gross fiquei com imensa vontade de conhecer mais trabalhos do autor, infelizmente esta leitura não correu tão bem como a primeira.
Os Loucos da Rua Mazur

6. Me surpreendeu esse ano
Quando peguei no livro Uma Noite no Expresso do Oriente de Veronica Henry esperava uma leitura ligeira e satisfatória. Estava à espera de uma leitura sem grandes emoções. Contudo acabei surpreendida pois gostei mais do livro do que aquilo que estava à espera. 

Uma Noite no Expresso do Oriente


7. Novo autor favorito que foi lançado/ conheceu no primeiro semestre
Nestes primeiros seis meses li 9 novos autores. De entre eles destaco a escritora Cesca Major pois adorei o livro  Uma Voz Perdida Na Guerra. Um livro muito bem escrito, com uma história tocante e que nos oferece outra visão das atrocidades da Segunda Guerra Mundial sem recorrer aos campos de concentração. 
Uma Voz Perdida na Guerra

8. Sua quedinha por personagem fictício mais recente
Este ano não consigo escolher apenas um. Tive dois homens literários que me ficaram no coração, Sebastian do livro Uma Voz Perdida na Guerra de Cesca Major e Eli do livro O Jardim das Flores de Pedra de Deborah Smith. 

Uma Voz Perdida na Guerra   O Jardim das Flores de Pedra

9. Seu personagem favorito mais recente
Não foi fácil escolher uma personagem para esta categoria. Enquanto pensava nas diferentes personagens dos livros que já li acabava por recair nas personagens principais. Eis que me lembro da Mila do livro Desaparecidas de Tess Gerritsen. Não a considero protagonista, porém tem um papel fundamental no livro. Está muito bem caracterizada e permite-nos a aceder a um mundo mais negro dos humanos. 

10. Um livro que te fez chorar no primeiro semestre
Este ano ainda não chorei com nenhum livro, contudo houve um que me revirou as entranhas e me vez viajar até ao mundo dos mortos. Estou a referir-me ao livro Os Últimos Dias dos Romanov de Robert Alexander. 
Eu fiquei obcecada com a família Romanov. Fiquei aterrorizada com tudo o que aconteceu, chegou mesmo a tirar-me o sono. 

11. Livro que te deixou feliz no primeiro semestre
Apesar de o livro ter muito drama a forma como tudo terminou deixou-me feliz. Amor Cruel de Colleen Hoover é um livro dramático, com emoções muito fortes, mas que termina de uma forma muito doce e querida. 
Amor Cruel

12. Melhor adaptação
Não tenho nenhum livro para esta categoria porque não li nenhum livro que tenha sido adaptado ao cinema ou à televisão.

13. Resenha favorita esse ano, escrita ou em vídeo
A opinião que escrevi sobre o livro Os Últimos Dias dos Romanov de Robert Alexander. Podem ler aqui.

14. Livro mais bonito que comprou ou recebeu esse ano
Para esta categoria tenho de escrever sobre a minha leitura atual, Em Nome do Amor de Lesley Pearse. Fiquei tão feliz quando recebi este livro.
Em Nome do Amor


15. Quais livros quer ou precisa ler até o final do ano
A lista de livros que quero ler até ao final do ano é enorme. Há um deles que surge nesta categoria há 3 anos consecutivos. Estou a referir-me ao livro A Filha do Barão de Célia Loureiro. Ando há imenso tempo a prometer esta leitura. Assim que defenda a minha tese de doutoramento pegarei nele.
Outro livro que quero ler antes do final do ano é O Ano da Dançarina de Carla M. Soares. 
Este ano ando em falha com os autores portugueses.

  O Ano da Dançarina
29
Mai19

TAG |Meus Livros, Ninguém Sai


Vi esta TAG no blogue Books by Nadia e como gostei muito dela decidi trazê-la aqui para o blog.

1. "Ei coisinha, vá devagar": Sabe aquele livro que você devorou rapidamente? Qual foi ele?
As minhas leituras têm decorrido de forma bastante lenta. Longe vão os tempos em que lia um livro em dois ou três dias. Este mês tenho conseguido terminar um livro numa semana, mas em meses anteriores as coisas têm sido ligeiramente diferentes. 
Olhando para as minhas leituras o livro que li mais rapidamente nos últimos tempos foi Amor Cruel de Colleen Hoover. 
Amor Cruel

2. "Eu vou me segurar aqui": Qual livro te prendeu?
Jodi Picoult tem sido sempre uma excelente aposta. Sempre que pego num livro dela muito facilmente consigo criar uma ligação especial com as personagens e com a história. Assim, o livro que li mais recentemente desta autora, Uma Verdade Simples, ajudou-me a quebrar o jejum de leituras entusiasmantes e que me fizessem ter vontade de ler o livro e descobrir o que iria acontecer.
Uma Verdade Simples

3. "Se eu cair eu quebro a minha clavícula": Qual obra te desestabilizou emocionalmente?
Sempre que me cruzo com esta pergunta, indubitavelmente há um livro que aparece na minha memória.
Talvez esteja a ser um pouco repetitiva, mas acho foi uma leitura tão intensa e com tanto impacto que não consigo deixar de a colocar aqui. Falo do livro Mil Sóis Resplandecentes de Khaled Hosseini, um livro que tem tanto de obscuro como de belo.
Mil Sóis Resplandecentes

4. "MEU ÓCULOS, ninguém sai!": Qual livro você não empresta ou tem muito ciúmes?
Não tenho qualquer problema em emprestar os meus livros. O único aspeto que tenho em conta no momento de emprestar livros é a pessoa a quem os vou disponibilizar.

5. "Juliana você viu meu óculos?": Qual livro você emprestou e nunca mais viu na vida?
O Principezinho. Já foi há muito tempo e não me lembro da pessoa a quem o emprestei, há dois anos atrás recebi uma edição especial e acabou por cobrir esta lacuna na minha estante.

6. "Juliana tá DES-MAI-ADA!!!": Qual livro te deixou com ressaca literária, sem poder ler outros livros?
Nunca apanhei uma ressaca literária capaz de me deixar de ler. O único impacto que as ressacas têm em mim é condenar as leituras seguintes ao fracasso e fazer com que elas se arrastem por mais tempo do que aquilo que seria suposto. 
Este ano ainda não apanhei nenhuma ressaca memorável. No ano passado lembro-me que depois de ler Perguntem a Sarah Gross de João Pinto Coelho as leituras seguintes foram difíceis e sofreram um bocadinho.
Perguntem a Sarah Gross

7. "Shamuchamochamu chama o SAMU!": Que livro te deixou louco pela continuação?
Eu não sou muito fã de séries nem me entusiasmo em demasia com aqueles livros que têm continuação. Prefiro livro soltos. Porém, depois de ter terminado o livro O Grande Amor da Minha Vida de Paullina Simons foi horrível esperar pela publicação do livro seguinte. Está mais que provado que eu não resisto a uma boa história de amor e quanto mais drama e tragédia tiver, melhor.
O Grande Amor da Minha Vida

8."Eu errei, viu?": Escreva aqui um pouco sobre aquele livro que você achou que seria uma coisa e é outra!
Não gosto de criar grandes expetativas relativamente aos livros. Contudo não sou imune a boas opiniões. Sempre que vejo muitas pessoas a falar bem de um livro, lá no meu interior espero ter uma boa leitura. Sorrisos Quebrados de Sofia Silva prometia muito, mas ofereceu-me muito pouco. É um livro com muitas falhas quer ao nível da construção da narrativa quer ao nível da escrita. Antes de ler o livro deixei-me inebriar pelas opiniões positivas que teciam relativamente a esta história. Quando terminei a leitura senti que a minha experiência de leitura esteve longe da experiência da maioria das pessoas. 

Sorrisos Quebrados (Quebrados)
10
Out18

TAG | Get to know me

Gosto sempre de arranjar umas Tags novas para responder. 
Já não me lembro muito bem onde vi esta TAG, mas penso que quem a criou foi a Beatriz (caso esteja errada, por favor, avisem-me que eu faço logo a alteração).
Esta é uma boa forma de me ficarem a conhecer um pouco melhor...
.

Perguntas: 

1 | Disciplina favorita no secundário? 
Aqui esta uma pergunta difícil. Eu gostava de três em particular: Biologia, Português e Filosofia. Isto é o reflexo da minha indecisão entre as letras e as ciências.

2 | Consegues tocar com a língua no nariz? 
Só com um grande, grande esforço.

3 | Rede social favorita? 
Sem dúvida, Goodreads. Perco-me a ver os livros, as classificações e a ler algumas opiniões.

4  |O melhor da tua vida neste momento? 
A sensação de que daqui a pouco estou a terminar algo que exigiu muito de mim nos últimos quatro anos.

5 | Cantas no chuveiro? 
Não, não canto. Adoro o silêncio e a possibilidade de relaxar ao som da água a cair.

6 | Tens tatuagens? 
Não tenho e não penso em fazê-las. Gosto daquelas mais simples e discretas, mas não as gostaria de ver no meu corpo.

7 | Quantos países já visitaste? 
Já fui a cidades de dois países: Espanha e França.

8 | Tens alguma alergia? 
Até Julho passado diria que não tinha nenhuma. Infelizmente, no final do mês de Julho conheci o verdadeiro desespero de uma alergia ao pó do milho. Valeu uma visita ao hospital, uma injeção e um fim-de-semana que deu para colocar os sonos em dia. A injeção e a medicação prescrita foram uns valentes indutores do sono.

9 | O que te assusta ao envelhecer? 
A perda de capacidades cognitivas, a perda da independência, a solidão e os maus tratos. Infelizmente, vivemos num país que trata muito mal os seus idoso.

10 | Gostavas de viver fora?
Até há uns anos atrás diria que não. Hoje digo que sim, que gostaria de ter esta experiência de forma a valorizar-me e a enriquecer-me. Seria uma excelente aventura. 

11 | Quantos dias aguentarias em solitária? 
Vário dias. Se tivesse livros para ler, material de ponto cruz e a possibilidade de ver filmes aguentaria imenso tempo. Gosto do tempo que passo comigo mesma, a fazer as coisas que mais gosto.

12 | Sabor preferido de chá? 
Acho que nunca provei o verdadeiro chá, mas adoro infusões. Eu bebo qualquer uma. No verão adoro uma boa infusão de menta bem fresca e no inverno maça-canela, cidreira, tília, camomila... Vou variando e bebo imenso.

13 | O que está debaixo da tua cama? 
Não costumo ter lá nada.

14 | Algo que gostavas de ser dotado a fazer? 
A falar línguas. Tenho alguma dificuldade em expressar-me verbalmente noutras línguas.

15 | Qual a primeira app que abres quando acordas? 
Nenhuma. Só pego no telemóvel bem depois de tomar o pequeno-almoço e fazer outras coisas importantes para dar início ao meu dia.

16 | Tens medo de alturas? 
Não me sinto muito confortável e tenho vertigens. Mas depois faço coisas incongruentes com este meu receio, como fazer slide por cima de uma barragem. E sabem o que é pior? Adorei a experiência de "sobrevoar" a barragem. 

17 | És boa cozinheira? 
Modéstia à parte, até me safo bem na cozinha. Prefiro cozinhar sobremesas, pois sou mais de doces do que salgados. 

18 | Qual a tua forma favorita de passar o tempo?
Ler, ver filmes e fazer ponto cruz.  

19 | Tipo favorito de roupa? 
Quanto mais prática melhor. Calças de ganga, camisolas e blusas práticas são peças fundamentais para mim. Não uso saltos altos, não consigo andar devido a um problema ósseo. Por isso, adoro sapatilhas, sabrinas e sandálias. Não sou muito fã de botas.

20 | Cor favorita?
 Eu tenho um problema com cores, tenho dificuldade em escolher aquela que gosto mais. Mas se me estivessem a apontar uma arma à cabeça diria que azul.

21 | Atriz favorita? 
Sandra Bulllock.

22 | Os teus avós ainda estão casados? 
Infelizmente só tenho a minha avó materna. Os meu avôs morreram em 2007, e a minha avó paterna em 2016.

23 | TV Show favorito? 
Gosto de ver televisão para "desligar" o cérebro. Então procuro programas sem grande conteúdo inteletual do género "Say yes to the dress", "Married at first side"... Mas depois vem o contraste, gosto muito de ver as reportagens e documentários... Tudo depende do estado de espírito.

24 | Tipo de música favorita?  
Não tenho tipo de música favorita. Tenho músicas que gosto e músicas que não gosto. Por isso consigo-vos dar exemplos de música clássica, pop, rock... O que me interessa é a sonoridade, a letra... Aquilo que a música me faz sentir.

25 | Se pudesses fazer voluntariado o que farias? 
Continuaria o meu voluntariado anterior no canil municipal.

26 | Que problemas achas mais problemáticos? 
Sou muito sensível às problemáticas sociais. A violência que parece pairar sobre a cabeça de toda a gente, o desrespeito nas redes sociais, a falta de empatia, os maus-tratos contra crianças e idoso. Para além disso sou muito sensível às questões ambientais e a forma como gerimos os nossos recursos. Ainda hoje me revoltava interiormente com um comportamento do vizinho que, durante meia hora, usou  mangueira para lavar a estrada. Estiveram em obras e falta colocar o alcatrão. Os carros a passar fazem algum pó, mas acho desnecessário gastar tanta água com uma coisa destas. 

27 | De 1 a 10 como avalias a tua condução? 
Eu não gosto particularmente de conduzir. Talvez um 8.

28 | Cardio ou pesos? 
Cardio.

29 | Se tivesses 1 ano de vida o que farias? 
Queria estar um pouco com todas as pessoas que me são queridas e vivem fisicamente distantes de mim. Escolhia os livros não lidos das escritoras que me aquecem o coração. Relia o livro O grande amor da minha vida para que o meu coração se enchesse daquele amor avassalador entre Tatiana e Alexander. Escolhia alguns dos filmes que quero muito ver e escrevia uma carta a todas as pessoas por quem sinto uma enorme gratidão por todas as vezes que me deram a mão e me ajudaram a levantar do chão poeirento onde eu caia. 

30 | Se pudesses dar um conselho ao teu “eu mais novo” qual seria? 
Usa mais a razão do que a emoção para fazeres as tuas escolhas...

31 | Se pudesses salvar apenas um qual seria - Humanidade ou Planeta Terra? 
A Humanidade. Acho que ao salvar a Humanidade estaria a salvar o Planeta Terra.

32 | Pepsi ou Coca-Cola? 
Nenhuma das duas bebidas. Não bebo refrigerantes. 

33 | Preferias ser um génio ou rico?
Génio. Há coisas que o dinheiro não compra. 

34 |Skydive ou Bungee Jumping? 
Bungee Jumping... Mais uma vez a minha incongruência vem ao de cima. Não lido muito bem com as alturas, mas gostava de experimentar a adrenalina deste salto.

35 | És uma pessoa de manhãs ou noites?
Depende do meu nível de stress e de ansiedade. Consigo funcionar nos dois momentos, tudo depende da exigência que me é colocada em frente.
23
Jul18

TAG | 7 Provérbios, 7 Livros

Esta é uma Tag original criada pela autora do blog Mar, que eu vi no blog da Cláudia, A mulher que ama livros.
Gostei imenso da Tag e achei que seria interessante responder-lhe. Já há muito tempo que não faço uma Tag por aqui e esta pareceu-me de rápida resposta. 
Cá vão as minhas respostas:

1| A pensar morreu um burro.
Um livro que enrolou, enrolou, enrolou e parecia nunca mais chegar ao fim.
Uma Morte Súbita

Uma morte súbita de J. K. Rowling, este livro tem uma narrativa muito lenta. Os primeiros capítulos são um pouco aborrecidos e deixam a  ideia de que a narrativa não avança. Foi uma leitura sofrível... Nunca mais via o fim disto.

2| Mais vale tarde do que nunca.
Um livro que não estavas a gostar muito, mas depois *puff fez-se luz* teve um final muito bom
Caçadores de Cabeças

Caçadores e cabeça de Jo Nesbø, não foi um livro que me tenha conquistado. Não foi uma leitura magnífica, mas o final é bastante surpreendente.

3| Antes só que mal acompanhado.
Um livro único (stand-alone) espetacular
Perguntem a Sarah Gross

Perguntem a Sarah Gross de João Pinto Coelho, foi uma leitura recente e que me atirou para uma ressaca sem precedentes. Ainda hoje continuou a lutar com a pouca vontade de ler.

4 | A galinha do vizinho é sempre melhor do que a minha.
Um livro muitas vezes comparado a livros ou sagas populares, mas que ficou um pouco abaixo das expetativas
Sorrisos Quebrados

Sorrisos quebrados de Sofia Silva é um livro que aparece muitas vezes comparado a livros da Colleen Hoover. A comparação não é muito verdadeira. Este livro está bastante distante dos livros da Coolleen Hoover.

5 | Para bom entendedor meia palavra basta.
Um livro curto, mas bom
Emocionario: Di lo que sientes

Emocionário de Cristina Núñez Pereira e Rafael R. Valcárceln é um livro infantil que nos apresenta as emoções. De uma forma muito simples, o livro apresenta-nos as emoções com ilustrações de nos prenderem às páginas.

6 | Todos os caminhos vão dar a Roma.
Um livro e/ou universo literário para o qual gostavas de viajar.
Regresso a Mandalay

A ação central de Regresso a Mandalay de Rosanna Ley passasse na antiga Birmânia. As descrições ricas em cheiros, sabores e sensações visuais semearam em mim uma enorme vontade de conhecer este local.

7 | Quem te avisa teu amigo é.
Recomenda três livros
O Escultor da Morte (Robert Hunter, #4)  Mil Sóis Resplandecentes   Sonhos Proibidos (Belle #1)

Tentei deixar aqui tens livros diferentes e, assim, aumentar a possibilidade de oferecer uma recomendação a pessoas com gostos diferentes.
O escultor da morte de Chris Carter é um dos melhores policiais que já li na vida. Toda a narrativa é interessante e bem construída. Mais do preocupados em descobrir o/a assassino, os leitores ficarão presos à sequência dos acontecimentos. 
Mil sóis resplandecentes de Khaled Hosseini é um livro que nos fica na pela. A história é muito intensa e impregnasse no nosso coração de uma forma muito especial
Sonhos Proibidos de Lesley Pearse é um livro ao estilo da autora. Muito drama, muitas reviravoltas... Mas no fim fica as personagens memoráveis que figuram num romance emotivo e que enche a alma de positividade.
30
Dez17

TAG | Ano Novo


Quero terminar o ano com uma Tag especial. Por isso, decidi criar uma Tag especial para assinalar a entrada de um novo ano. 
Sintam-se à vontade para a levar e responder. Se responderem, deixem-me aqui os links para que eu depois possa ver as vossas respostas. 

Relógio | A contagem decrescente aproxima-se.
Que livro querias ter lido este ano, mas não conseguiste?

A Filha do Barão
A Filha do Barão
Célia Loureiro

Este foi aquele livro que me deixou mesmo triste por não o ter conseguido ler. Quero reler a continuação, mas só depois de ler este primeiro volume da série. Será no próximo ano, sem falta.

Passas | Adoras por uns, detestadas por outros, são elas que abrem a passagem ao pedido dos desejos.
Que livro queres muito ler no próximo ano?
Ensaio Sobre a Cegueira
Ensaio sobre a cegueira
José Saramago

Ando há anos para ler José Saramago. Espero que 2018 seja o ano.

Champanhe | A companhia das passas nos festejos da entrada do novo ano.
Há algum autor que queiras "conhecer" no próximo ano.
Resultado de imagem para José Luís Peixoto
José Luís Peixoto

Já tentei ler um livro do autor, mas acho que não o fiz na altura certa. No próximo ano quero fazer uma nova tentativa. 

Fogo de artifício| Aos primeiros segundos do novo ano milhares de pontos coloridos iluminam os céus.
Qual o livro mais bonito que leste em 2017? (Pode ser pela edição, pela história, pelas personagens...)
Tempo de dizer adeus
Tempo de dizer adeus
S.D. Robertson

Escolhi um livro pela edição. É uma das capas mais bonitas que já vi. Uma edição muito bem conseguida.

Lingerie | Azul, vermelha, amarela... Tudo depende daquilo que queres atrair para o próximo ano.
Indica três metas literárias para 2018.
  • Ler mais de 16 autores nacionais;
  • Ler 52 livros;
  • Ler mais livros da minha estante. 
20
Dez17

TAG - Especial Natal | Árvore de Natal



Pinheiro | Um dos grandes símbolos do Natal. Ele representa a honestidade, a longevidade e a força. Indica o autor que queres acompanhar a sua carreira até à eternidade.
Lesley Pearse

É uma das minhas autoras preferidas de todos os tempos. É aquela autora de quem faço questão ter todos os livros. Adoro as suas histórias e gosto de me perder nos meandros dramáticos que constrói.

Luzes | Verdes, brancas, azuis, vermelhas... São muitas as cores que iluminam o espaço. Indica um livro/autor que de alguma forma te "iluminou" a vida. 
Mil Sóis Resplandecentes
Khaled Hosseini
Este foi uma das minhas melhores leituras de 2017. Um livro que me iluminou no sentido em que me fez pensar na sorte que tenho em ser mulher no mundo ocidental. Cada uma daquelas palavras, cada uma das personagens ficou em mim e iluminou o meu interior como se fosse um sol resplandecente. 

Fitas | Dão um colorido especial à árvore. Indica um livro especial da tua estante.
Emocionário

É dos livros infantis mais bonitos e ternurentos com quem já me cruzei. 

Chocolates | Toda a gente os procura, quase ninguém lhes resiste. Nunca ficam muito tempo a adornar a árvore de Natal. Indica um livro que devoraste. 
Amor às Claras (Hearts in Darkness, #2)
Amor às Claras
Laura Kaye

O enredo deste livro é rápido e conseguiu prender a minha atenção logo do início. Foi a leitura mais rápida que fiz este ano.

Bolas | Uma bola ali... outra acolá... Em quantidades certas dão um colorido especial. Indica um autor(a) cujo trabalho conheces pouco mas tens vontade de ler mais.
Resultado de imagem para célia loureiro correia 
Célia Correia Loureiro

Ainda só li apenas  três trabalhos da autora e um deles foi enquanto leitora beta. Gostei muito de ambas, mas quero ler as restantes obras da autora.

Laços | Um forte complemento das bolas. Do autor(a) que referiste anteriormente indica o livro que despertou em ti a vontade de leres mais obras.

Cinzas e Neve
Cinzas e neve
Este é um pequeno conto da autora. Em poucas páginas, a Célia conseguiu criar um conjunto de personagens e um enredo que nos faz querer mais.

Estrela | O elemento essencial da árvore de Natal e um símbolo especial desta época. Indica um livro que é uma referência para ti (ou pelo assunto abordado, ou pela forma como as personagens enfrentam os seus destinos...)
O Grande Amor da Minha Vida (O Cavaleiro de Bronze, #1)
O grande amor da minha vida
Paullina Simons

Este livro nunca deixará a minha estante. É um livro como uma história de amor em tempo de guerra completamente arrebatadora. É livro para ser saboreado. Muitas vezes, quando preciso de ler algo reconfortante, pego nele, abro numa página ao calhas e leio essa passagem. É um livro demasiado bom para ser esquecido. 
09
Dez17

TAG | Inverno de palavras


Em 2013, eu e a Catarina do atual blog Sede de infinito, fizemos um especial de Natal. Deste especial nasceram duas Tags: Inverno de Palavras e Presépio em Livros

Hoje decidi repetir uma delas. Já há muito tempo que não respondia a uma Tag e achei que era uma boa altura de fazer renascer uma original (acabei por reformular um dos itens). Caso a queiram fazer, sintam-se à vontade para a levar, assim como a do presépio. Se responderem, deixem-me os links nos comentários que terei todo o gosto em ver as vossas respostas.

Paisagem em Branco | Indica um livro com cores/Imagem que te lembrem o Inverno


Tatiana  (The Bronze Horseman, #2)

Solstício de Inverno | O dia mais pequeno do ano acontece em Dezembro, indica um livro com poucas páginas ideal para ler nestes dias com pouca
Corações na Escuridão (Hearts in Darkness, #1)

Este livro tem um enredo muito rápido e cativante. Com alguma disponibilidade consegue-se ler num dia.

Noites Longas | As noites estão longas o que convidam a longos serões de leitura à lareira, indica um livro que se torna numa excelente companhia pela noite dentro.
Doces Silêncios

Este livro é um doce irresistível e que me fez roubar horas ao sono.

Pensamentos Profundos | O inverno e as noites longas convidam à reflexão, indica um livro que te deixou a pensar nele por muito tempo depois de terminares a leitura.
Mil Sóis Resplandecentes

Uma das minhas leituras preferidas deste ano. Um livro que é um verdadeiro murro no estômago. Fiquei imenso tempo a pensar nas personagens e na vida que elas tiveram que levar.

Natal de Partilha | A maior festa do ano acontece no Inverno, o Natal, partilha com os leitores a tua melhor leitura de 2017
A Promessa (Belle #2)

Desde que monitorizo as leituras no Goodreads, este foi o ano em que tenho menos livros classificados com cinco estrelas. O ano está a terminar e não sei se ainda me vou surpreender mais, mas posso dizer que este livro da Lesley é fantástico e, até agora, a minha melhor leitura.


Cenário Bucólico | A calma do inverno convida à reflexão indica uma música que escolherias para te acompanhar nas leituras ou simplesmente que preencha os teus momentos de silêncio. 

Esta música é fenomenal. 

Ano Novo | O novo ano aproxima-se, fazem-se projectos, pensa-se em sonhos que queremos concretizar. Indiquem um autor que nunca leram e gostariam de ler em 2018.


Será que em 2018 conseguirei ler algum livro deste autor português? Já ando há imensos anos a tentar ler José Saramago e nunca consigo pegar num livro dele. Confesso que tenho algum receio e talvez seja isso que me esteja a bloquear a leitura.
01
Out17

TAG| Livros que Provavelmente Nunca Irei Ler


Hoje trago-vos uma TAG bem pequenina para dinamizar aqui o espaço.
As leituras andam à velocidade de uma lesma e acabo por não ter livros para opinar por aqui. 

Esta tag foi traduzida para português pela Cristina do canal Books & Beers e vi-a no canal/blog  O prazer das coisas que é administrado pela Tita.

1. Livro muito publicitado que não tenhas vontade nenhuma de ler
Resultado de imagem para Carry On A História de Simon Snow

Carry On: A história de Simon Snow
Rainbow Rowell

Este livro tem sido muito publicitado nestes últimos dias (também foi publicado em Portugal muito recentemente). Dado que li Fangirl e não gostei, em particular, das pequenas partes dedicadas ao Simon Snow, este é um livro que não tenho qualquer vontade de ler.

2. Uma série que não irás começar/acabar
A série Harry Poter. Comecei-a por intermédio da Denise, mas não tenho qualquer vontade de a continuar. Perdoem-me os fans da série e toda uma geração que ficou marcada por estes livros, mas eu sou a exceção à regra. Não a li quando era mais nova e, agora em adulta, não consigo sentir qualquer tipo de encanto.
Resultado de imagem para série harry potter

3. Um clássico que simplesmente não estás interessada em ler
1984
1984
George Orwell

Daquilo que já  vi sobre a história não sei se será uma leitura que vá de encontro às minhas necessidades literárias.
Neste momento não estou muito interessada, mas no futuro não sei o que poderá acontecer.

4. Algum género que nunca tenhas lido
Ficção científica. Nunca li, mas também ainda nenhum livro do género me chegou às mãos. Uma hipótese de leitura a considerar no futuro.

5. Um livro das tuas estantes que provavelmente nunca irás ler
O Círculo Fechado
O círculo fechado
Jonathan Coe

É um livro que já tenho há muito tempo na minha estante. Não sei se o irei ler ou não (acho que o nunca ler é demasiado fundamentalista pois as minhas leituras são do mais inesperado possível), só não tenho sentido grande vontade de me atirar a ele. E o desgraçado lá se vai aguentando na estante.
20
Set17

Selo | Liebster Award 2017


No início do blog era frequente receber selos semelhantes a este com perguntas para responder. Recentemente, a Liliana, do blog Um blog entre bibliotecas, ofereceu-me este selo. Agradeço a lembrança e espero que ela goste das minhas respostas. 


As regras do jogo são:
1. Escrever 11 factos sobre nós próprios;
2. Responder às 11 perguntas que nos colocaram;
3. Nomear 11 blogs com menos de 200 seguidores;
4. Fazer 11 perguntas a esses blogs nomeados;
6. Enviar o link do post preenchido a quem te nomeou.
7. Avisar todos os blogs que nomeaste deixando-lhes o link da tua publicação (no blog de cada um ou através do facebook)

Não vou cumprir a regra 3. Vou deixar as perguntas e qualquer leitor deste meu espaço pode levá-las para responder. Por favor, deixem o link com as vossas respostas para que eu possa ver.

11 factos sobre mim
  1. Sei fazer ponto cruz;
  2. Odiava tudo o que tivesse a ver com desenho na escola e agora adoro fazer postais, pintar, desenhar... Ou seja, passei a adorar trabalhos manuais.
  3. Estudei música durante cinco anos.
  4. Estudei em Coimbra, cidade que ficou gravada no meu coração.
  5. Nunca andei de avião.
  6. Já fui operada.
  7. Não uso maquilhagem (e sei muito pouco sobre o assunto), exceto situações muito pontuais.
  8. Não posso andar de saltos altos (exceto o salto em formato cunha).
  9. Em 2014 voltei a estudar.
  10. Não como nada que leve maionese, mostarda ou ketchup. 
  11. Consigo comprar algum calçado na secção de criança.
Respostas às perguntas
1. Autor(a) preferido(a)?
Lesley Pearse.

2. Filme preferido?
Véu Pintado.

3. Livro preferido?

O grande amor da minha vida de Paullina Simons.

4. Série preferida?
Victória

5. Actor/Actriz preferido(a)?

Sandra Bullock

6. A Saga da tua vida?O cavaleiro de bronze de Paullina Simons.

7. Se só te pudesses definir numa palavra, qual seria?
Introvertida.

8. O que te faz ler e seguir blogs?

Opiniões de livros escritas de forma cativante, conteúdos mais pessoais e divertidos, "faça você mesmo" e estarem atentos e responderem aos comentários.

9. Qual foi a lição de vida mais importante que aprendeste?

Que muitas vezes o esforço não é recompensado. Sinto que, muitas vezes, o esforço que as pessoas fazem (eu incluída) para conseguir algo, nem sempre é recompensado. 

10. Qual tem sido/é o maior desafio da tua vida?
Tentar ser feliz.

11. O que achas do novo acordo ortográfico?

Não concordo, mas tive de me habituar a ele. Infelizmente, quando precisamos de escrever documentos oficiais ou ligado ao ensino somos obrigados a segui-lo.

As minhas 11 questões
  1. De que livro te desfazias facilmente?
  2. Qual o livro que jamais sairá da tua estante?
  3. Comprar em segunda mão ou trocar livros?
  4. Se só pudesses ler livros de um autor durante um ano, que autor escolherias?
  5. Que filme gostas de rever e nunca te cansas?
  6. Qual o lugar para onde viajarias já amanhã?
  7. Um dos teus sonhos?
  8. Se pudesses entrar num filme, qual seria?
  9. Ganhaste o primeiro prémio do euromilhões, e agora?
  10. Quais as coisas que te fazem lutar na vida?
  11. Uma cidade/região em Portugal onde viverias durante uns tempos e porquê. 
26
Ago17

TAG | Títulos de livros

Vi esta Tag em vários blogs e canais. Achei muita piada ao facto de podermos relacionar títulos de livros com aspetos mais pessoais. 
O engraçado é deixa os leitores a pensar sobre o que estará para além dos títulos. 
Ficam aqui as minhas respostas. Espero que gostem. 

1. História da tua vida
Sim, sempre fui demasiado "certinha".

2. Fim de semana perfeito
Uma ilha, pouca gente, sem confusão, mar...
Sozinhos na Ilha

3. Uma aventura na qual gostasses de embarcar
Regresso a Mandalay

4. Nome a dar a um filho(a)
Oriana, um nome pouco comum e com uma sonoridade muito bonita.
A Fada Oriana

5. A tua profissão ideal
Se tivesse mais jeito e desse para fazer vida disto, gostava de ser uma contadora de histórias...
A Contadora de Histórias


6. A tua vida amorosa
Em Parte Incerta


7. Questões que fazes a ti própria
32996575


8. Um reino que queres governar
O Herdeiro de Sevenwaters (Sevenwaters, #4)

9. Uma banda tua
Soberba Escuridão (Trilogia Soberba #1)

10. O teu actual estado de espírito
Frágil

11. Cor preferida
O Vestido Cor de Pêssego

12 - Descreve a tua "bloguer bestie"
A Amiga

13. Opinião de 2017 até agora
E Tudo o Vento Levou, Vol. 1


14. Onde queres viajar?
A Bibliotecária de Auschwitz

15. Estado civil
Um Caso Perdido (Hopeless, #1)

16. Planos de Verão
Como Preparar um Mestrado ou Doutoramento

17. Objectivos para 2017
A Chama ao Vento